Caterham AeroSeven Concept: genes de F1

Depois da apresentação no grande prémio de Singapura, que espantou tudo e todos, o RA tem o prazer de vos dar a conhecer mais detalhes sobre um modelo que promete criar muita expectativa nos amantes de track days e competições troféu. O Caterham AeroSeven Concept é parte da visão que a equipa de F1 da Caterham teve sobre como seriam os seus próximos modelos, e o futuro da marca no panorama da industria automóvel.

Mas passemos a mais detalhes deste modelo especial, que começa, como não podia deixar de ser, pelo exterior que marca a sua presença tanto de uma forma agressiva como de forma perplexa dada a sua excentricidade estética.

Após total revisão e melhoramento do chassis do Seven CSR, a Caterham teve de pensar em novas formas para o seu modelo. Contudo, segundo a marca, foi através deste design que conseguiram um equilíbrio entre o aumento de forças descendentes, vulgo «Downforce», e a eficiência aerodinâmica, ao reduzir o coeficiente de arrasto.

2013-Caterham-AeroSeven-Concept-Studio-3-1024x768

Design que teve a equipa de F1 da marca totalmente envolvida, num protótipo que foi totalmente modelado através de computador e posteriormente testado em circuito e túnel de vento. Ao contrário dos modelos atualmente comercializados pela Caterham, o AeroSeven Concept conta com uma carroçaria na qual grande parte dos painéis são fabricados em fibra de carbono. No que diz respeito às motorizações, para este modelo a Caterham conta com motores Ford de potências bastante generosas, e no caso do Caterham AeroSeven Concept esse aspeto não foi esquecido.

Pela primeira vez na história da marca o Caterham AeroSeven Concept conta com um motor capaz de cumprir as exigentes normas anti poluição EU6, cortesia da Ford que disponibiliza para o AeroSeven Concept um bloco da família Duratec com 2 litros de capacidade e 4 cilindros, uma potência de 240 cavalos às 8500rpm e um binário máximo de 206Nm às 6300rpm. Estas prestações fazem deste o motor mais rotativo no mundo a cumprir a normas EU6. No que toca à transmissão, a Caterham dá preferência ao prazer de condução e por isso mesmo, o AeroSeven vem equipado com uma caixa manual de 6 velocidades.

Todos os Caterham são conhecidos pelo seu comportamento dinâmico de exceção e no AeroSeven esses créditos não foram beliscados, a marca dotou o carro com tecnologia trazida diretamente da F1 e assim sendo, a suspensão da frente conta com um esquema igual ao dos carros de F1, com estrutura “pushrod”, no eixo traseiro temos suspensão independente de duplo braço, no conjunto o AeroSeven recebeu especificamente, novos amortecedores, molas, e barras estabilizadoras.

2013-Caterham-AeroSeven-Concept-Studio-6-1024x768

O sistema de travagem conta na frente com discos ventilados e maxilas de 4 pistões, no eixo traseiro temos discos sólidos com maxila flutuante de 1 pistão. O AeroSeven conta também com jantes de 15 polegadas, equipadas com pneus Avon CR500 de medida 195/45R15 no eixo frontal e 245/40R15 no eixo traseiro.

No interior, tal como todos os Caterham, o ambiente é espartano e deriva o mais possível de um cockpit de um carro de competição, com toda a instrumentação orientada para o condutor e com os comandos mais importantes colocados no volante. Neste Caterham AeroSeven Concept, somos surpreendidos pela ausência de instrumentação analógica e digital que existia atrás do volante, que no AeroSeven passa a contar com um mostrador central de alta resolução, onde está concentrada toda a informação e que agora conta com indicação da rotação do motor, mudança engrenada, velocidade, modos de tração e travagem, indicação dos níveis de óleo e combustível. Tudo isto, numa experiência digital em 3D.

Outra das novidades deste Caterham AeroSeven Concept passa pela personalização das definições do controlo de tração e “Launch Control”, ao dar ao condutor um papel mais ativo na condução, um gadget que nasce, do trabalho de desenvolvimento da gestão do motor pela Caterham..

2013-Caterham-AeroSeven-Concept-Studio-4-1024x768

A vocação para a pista ou estrada não foi esquecida e partir de comandos no volante é possível optar entre 2 modos: o modo “Race”, totalmente voltado para a pista e o modo “Road”, destinado para estrada, no qual a gestão eletrónica do motor se encarrega de reduzir a potência através da limitação do “redline”.

Quanto à performance, o Caterham AeroSeven Concept apresenta-se com uma relação peso potência de 400 cavalos por tonelada e é capaz de cumprir a aceleração dos 0 aos 100km/h em menos de 4s. A velocidade máxima não foi ainda divulgada, mas tudo leva a crer que este Caterham AeroSeven Concept não exceda os 250km/h, velocidade máxima comum a todos os modelos mais potentes da Caterham.

Uma proposta que a ver a luz do dia trará novas emoções aos amantes dos track days.

Mais artigos em Notícias