Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Easydrift: em 3 minutos qualquer carro pode ser uma máquina de drift

Se têm um carro com tração traseira, dianteira ou integral e gostavam de “brincar” como o Ken Block, com esta pequena intervenção, podem mesmo fazer as curvas mais incríveis de sempre.

Se ficam entusiasmados com a ideia de modificar rapidamente o vosso carro para que este se torne na verdadeira “drift machine” então este artigo é para vocês. Uma start-up norte-americana, a EasyDrift, criou um produto destinado aos profissionais do “proteger e servir”, que em muitos momentos e em sobreviragens soberbas combatem o crime, salvando vidas. As academias de polícias começaram a ensinar os jovens polícias a dominar veículos em situações de perda de aderência total, sem recorrer a água ou pisos especiais, recorrendo a um produto simples e muito eficaz: o Easydrift Driver Training System.

Crown-Vic-in-a-skid

Mas aquilo que é um dos ossos do ofício para uns, pode ser um divertimento para outros e o vosso carro, independentemente da potência ou tipo de tração, pode gerar momentos dignos de uma perseguição policial ao bom estilo americano. Em circuito fechado, claro.

O produto foi-se desenvolvendo, saiu das academias e passou para o cinema, pistas e escolas de condução. O que antes era um instrumento de trabalho, transformou-se num divertimento simplesmente soberbo.

clio11

Um produto que é fruto da paixão de correr

Alexandre Hayot é o inventor do sistema EasyDrift. Nasceu na paradisíaca Guadalupe, uma ilha francesa nas Caraíbas e o desporto automóvel foi sempre a sua derradeira paixão. Em 2004 sofreu um grave acidente e a sua família obrigou-o a abandonar as corridas. Alex não queria deixar o “bichinho” a sofrer, que pedia emoção atrás de um volante.

Foi então que surgiu a ideia de criar uma forma segura de fazer drift – começou com um tubo de PVC, até que fechou um protocolo com a Quadrante, uma multinacional especializada que o ajudou a encontrar um polímero que conseguisse produzir muito baixo atrito no contato com a superfície, de forma a permitir drifts brutais a uma velocidade reduzida e segura. O objetivo foi atingido – criar um produto seguro, tanto para o condutor, como para o veículo, garantindo que com pouco espaço e sem danificar o piso, se conseguem atravessadelas dignas de fotografar.

alexandre-hayot

Mas afinal, o que é isso do Easydrift?

O EasyDrift Driver Training System (DTS) foi criado para ajudar a salvar vidas, ao ensinar condutores a controlar o seu automóvel numa situação de perda de aderência total. O processo é simples – cada roda é equipada com o sistema DTS, que faz com que o carro reaja como se estivesse a andar no gelo ou na neve.

O DTS funciona em qualquer tipo de carro, mas precisa de um pneu dedicado a este sistema e que só pode ser utilizado com o DTS montado. Este sistema simula situações extremas a baixas velocidades, permitindo que o carro se atravesse majestosamente de forma segura. O resultado? A partir dos 17km/h já é possível obter um comportamento sobrevirador.

mini20

O que é o DTS (Driver Training System) e como se instala?

O DTS é um anel instalado de modo a cobrir a superfície do pneu, assumindo o lugar deste no contacto com o solo. O material de que é construído, permite a simulação das situações de perda de aderência mais extremas e pode ser montado em duas rodas ou mesmo às quatro rodas. A configuração do anel depende das características do automóvel e condutor: tipo de carro, peso, tamanho da jantes, velocidade, tipo de asfalto, estilo de condução e temperatura exterior.

Desde o carro mais potente até ao utilitário mais económico de prestações tímidas, todos podem ser postos a andar de lado. O carro deve ter um pneu dedicado ao DTS e a Easydrift oferece pacotes completos de pneu + anel para a derradeira diversão. É a verdadeira democratização do drift!

install

Vejam aqui como se monta o DTS:

Qual é a durabilidade do DTS?

Um dos problemas dos sistemas de drift é o custo associado, um investimento que poucos podem suportar e de grande desgaste, digamos, basicamente, que não é para qualquer carteira. Para além disso, um carro de tração dianteira ou integral, têm muito mais dificuldade em servir este propósito e exige bastante preparação. Configurar o nosso carro do dia a dia para uma prova de drift tem custos elevados e compromete a longevidade do automóvel, não sendo de todo aconselhado.

Com o Easydrift já é possível montar e desmontar um sistema que para além de não danificar o nosso automóvel e o piso, tem uma durabilidade acima da média. Segundo informações fornecidas ao RazãoAutomóvel pela Easydrift, um sistema DTS montado num Renault Mégane Trophy RS (265cv) garante mais de 600km de condução extrema em circuito. A Easydrift garante que esta é a forma mais barata de sempre de ter uma experiência extrema de condução. É definitivamente um número impressionante!

pilotage-easydrift-au-circuit-laquais

Quais os custos associados e onde posso comprar?

A Easydrift tem uma fábrica na Holanda, os preços começam nos 1200€ (+IVA) por cada par de anéis e já podem ser enviados para Portugal. Se tiverem interessados podem procurar mais informações no site oficial da equipa Easydrift ou contactar o RazãoAutomóvel e demonstrar o vosso interesse, enviar questões que queiram colocar à equipa Easydrift e também ao Alexandre Hayot, criador do produto e CEO! Neste momento a marca já está a estudar modelos para aplicar a outro tipo de carros – carrinhas, monovolumes e pequenos camiões.

Até lá, fiquem com os vídeos que se seguem, para um “ver para crer” deste sistema inovador em ação. Digo-vos já que faz confusão ver modelos de tração dianteira como um Renault Mégane ou um Volkswagen Beetle a atravessarem-se como verdadeiras “drift machines”. Pode ser uma boa sugestão de fim-de-semana e um presente para o sapatinho – “querida, vou ali meter o monovolume a atravessar-se todo e venho já”.

Texto: Diogo Teixeira