Notícias Shelby GT500 Code Red é o Mustang mais potente de sempre mas não pode andar na estrada

Apenas 30 exemplares

Shelby GT500 Code Red é o Mustang mais potente de sempre mas não pode andar na estrada

O Shelby GT500 Code Red é uma «besta» com 1317 cv para as pistas de drag racing e é tão selvagem que não pode andar na via pública.

Shelby GT500 Code Red frente 3/4

O Mustang Shelby GT500 — que nós já conduzimos — é o Ford de produção mais potente de sempre, mas empalidece ao lado da mais recente criação da Shelby American, que evoluiu este modelo até aos 1317 cv, sob a especificação Shelby GT500 Code Red.

O nome já denuncia o lado mais selvagem deste Mustang, que começou por ser um projeto experimental da Shelby American e que agora recebeu luz verde para avançar para a produção, ainda que muito limitada: serão feitos apenas 30 exemplares.

E escusado será dizer que nenhuma destas unidades estará autorizada a circular na estrada, já que estão pensadas e desenhadas para o melhor rendimento possível em linha reta, nas famosas drag strips norte-americanas.

A NÃO PERDER: Guiámos o Ford Mustang Shelby GT500, uma “fera” com 760 cv
Shelby GT500 Code Red traseira 3/4

Baseado na atual geração do Ford Mustang Shelby GT500, o Code Red manteve o mesmo motor V8 de 5,2 l, ainda que esta unidade tenha sido trabalhada e aprimorada pela Fathouse Performance, um parceiro oficial da Shelby American.

Como se passou de 760 cv para 1317 cv?

No Shelby GT500 este bloco produz 760 cv, mas nesta variante Code Red foi possível extrair muito mais a este V8. Para isso o supercharger foi substituído por um par de… turbochargers, a capacidade de refrigeração foi aumentada e foi instalado um sistema de combustível de alimentação dupla que permite, inclusive, misturas de combustível de corrida.

Quando alimentado com gasolina de 93 octanas (equivale à gasolina de 98 octanas na Europa), este V8 entrega mais de 1114 cv de potência e 1057 Nm de binário máximo. Mas se o combustível usado for E85 (mistura de 85% de etanol com 15% de gasolina) o Shelby GT500 Code Red liberta toda a sua fúria e atinge os 1317 cv e mais de 1356 Nm de binário máximo.

Shelby GT500 Code Red frente
Este pacote da Shelby American acrescenta um capô em fibra de carbono.

O resultado é o Mustang de produção mais potente de sempre, ainda que — voltamos a reforçar… — não esteja autorizado a andar em estrada.

“Embora não possa andar na rua, é muito capaz na maioria das curvas a velocidades médias. Mas quando os turbos começam a girar, o carro é muito melhor aproveitado a andar em frente”, explica Vince LaViolette, chefe do departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Shelby American.

Shelby GT500 Code Red traseira

Mais potência e não só

Para suportar este boost de potência o GT500 recebeu ainda uma transmissão mais forte, um kit de suspensão ajustável da Eibach e um sistema de travões melhorados da Baer. Quanto aos pneus, este «monstro» equipa um conjunto de pneus Pirelli P Zero à frente e Nitto NY555R (mais aderentes, para drag races) atrás.

LEIAM TAMBÉM: Ford Mustang de 1966 na autobahn prova que «velhos são os trapos»

Mas nem só de potência se faz este GT500 Code Red, uma vez que a Shelby American também lhe deu um novo kit de carroçaria alargado, novas jantes de 20”, um capô em fibra de carbono e um habitáculo ainda mais agressivo.

Quando custa?

Tal como referimos acima, a Shelby American vai construir apenas 30 exemplares deste GT500 Code Red, divididos por: 10 unidades com base no Shelby GT500 de 2020, 10 unidades com base no GT500 de 2021 e 10 exemplares com base no GT500 de 2022.

VEJAM TAMBÉM: Razão Automóvel nomeada para os «Óscares dos Automóveis» 2022

Quanto ao preço, este pacote de modificações começa nos 209 995 dólares, qualquer coisa como 210 277 euros. E a isto ainda é preciso somar o preço do Ford Mustang Shelby GT500 que lhe serve de base e que na Europa arranca nos 128 490 euros.

Sabe esta reposta?
Qual é a potência do Ford Puma ST?
Oops, não acertou!

Pode encontrar a resposta aqui:

Ford Puma ST (200 cv). Escolhiam este ou o Fiesta ST?