Chinesa CATL vai construir a maior fábrica de baterias da Europa

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Baterias

Chinesa CATL vai construir a maior fábrica de baterias da Europa

A maior fábrica de baterias da Europa será da CATL, estará localizada na Hungria e a sua construção terá início ainda durante este ano.

A CATL — Contemporary Amperex Technology Co. Limited —, sediada na China, é a maior produtora de baterias para automóveis elétricos do mundo e dará início este ano à construção daquela que será a maior fábrica de baterias da Europa.

Com uma capacidade de 100 GWh, a nova “giga-fábrica” será construída na cidade de Debrecen, na Hungria, e representará um investimento de 7,3 mil milhões de euros, o maior investimento da CATL até hoje feito fora da China.

A construção não deverá demorar mais que 64 meses (cinco anos) e quando estiver concluída irá fornecer baterias à Mercedes-Benz, BMW, Stellantis e ao Grupo Volkswagen.

VEJAM TAMBÉM: China cada vez mais dominante. Crise de baterias na Europa em 2025 diz relatório
fabricação de baterias CATL
A CATL já fornece a maioria da indústria automóvel, incluindo a Tesla.

Num comunicado à parte, a Mercedes-Benz disse que ia ser a primeira a receber baterias desta nova fábrica, sendo também dela a maior ordem de encomendas inicial.

O porquê da CATL decidir instalar a maior fábrica de baterias da Europa na Hungria deve-se, em grande parte, à existência de várias fábricas de automóveis no país. A Mercedes tem uma fábrica em Kecskemet, a Audi em Gyor e a BMW está a construir uma nova fábrica precisamente em Debrecen, onde estará a nova “giga-fábrica” da CATL.

Tanto a Mercedes-Benz como a Audi já têm planos em marcha para converter as suas fábricas húngaras para produzir futuros modelos elétricos, enquanto a nova fábrica da BMW, depois de terminada, será o local de produção do primeiro modelo da família Neue Klasse, a ser conhecido em 2025 e que assumirá a forma de um Série 3 elétrico.

Corrida às «armas»

Se a nova “giga-fábrica” da CATL será a maior fábrica de baterias da Europa, não é a primeira da gigante chinesa no «velho continente», que já tem uma fábrica de baterias na Alemanha.

A expansão da CATL não se fica pela Europa, estando já prevista a abertura de outra “giga-fábrica” nos EUA em 2026, refletindo a corrida às «armas» — baterias e matérias-primas — por parte da indústria automóvel para fazer face ao aumento global e acelerado de procura por automóveis elétricos.

Além deste anúncio da CATL são os próprios construtores automóveis a anunciar a construção de múltiplas fábricas de baterias durante esta década em território europeu:

Fonte: Automotive News

Mais artigos em Notícias