Indústria automóvel une-se em «onda de apoio» à Ucrânia

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Indústria

Indústria automóvel une-se em «onda de apoio» à Ucrânia

Vários atores da indústria automóvel, como a Stellantis ou a Porsche, estão a avançar com doações para apoiar o povo da Ucrânia.

Responsável já por mais de um milhão de refugiados, a guerra na Ucrânia motivou grande parte da indústria automóvel a reforçar o seu papel social. O objetivo? Apoiar a população ucraniana afetada pelo conflito.

Começando pela Stellantis, a gigante liderada pelo português Carlos Tavares comprometeu-se a doar um milhão de euros em ajuda humanitária para apoiar os refugiados e civis ucranianos deslocados.

Este compromisso foi assumido através da fundação Stellantis N.V. e com o apoio do Responsável de Operações da Stellantis na Ucrânia, que contará com uma ONG local para apoiar os ucranianos na utilização deste fundo.

A NÃO PERDER: Gigantes da energia abandonam a Rússia. Galp e Prio travam compras
Carlos Tavares CEO Stellantis
A Stellantis vai avançar com uma doação de um milhão de euros.

Além disto, a Stellantis criou ainda uma equipa de apoio para os 71 funcionários que tem baseados na Ucrânia. Disponível 24 horas por dia, esta monitoriza o seu estado de saúde e de segurança.

Porsche e Mercedes-Benz também apoiam

Além da Stellantis, também a Porsche vai doar um milhão de euros para apoiar o povo ucraniano. Destes, 750 mil euros serão entregues ao Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados que está ativo na Ucrânia desde 2014.

Já os restantes 250 mil euros serão doados à Fundação Ferry Porsche, cuja atividade se foca particularmente no apoio a crianças e jovens. O objetivo passa por usar este montante para apoiar as “Aldeias de Crianças SOS”.

Estamos profundamente tristes com os acontecimentos na Ucrânia. Muitas pessoas estão a precisar de ajuda urgente sem culpa própria. Estamos, portanto, a dar o nosso contributo e a apoiar organizações que ajudam a população no terreno.

Oliver Blume, diretor executivo da Porsche

Por fim, a marca de Estugarda vai ainda avançar com um apelo a nível interno para que os seus funcionários efetuem doações, criando ainda mecanismos que permitam que estas sejam feitas de forma coordenada e eficaz.

Quanto à Mercedes-Benz, o grupo alemão anunciou a doação de um milhão de euros à Cruz Vermelha para apoiar o povo ucraniano.

Skoda apoia «em força»

Um dos construtores automóveis mais diretamente afetados pelo conflito na Ucrânia, a Skoda «respondeu à chamada» e vai levar a cabo diversas ações para apoiar os ucranianos.

Para começar, a marca checa vai doar 10 milhões de coroas checas (400 mil euros) à ONG checa “People in Need”. Além disso, outros 10 milhões de coroas checas (400 mil euros) serão doados pelo sindicato Kovo MB à angariação de fundos levada a cabo pela cidade de Mladá Boleslav.

Skoda Enyaq Coupé iV

Mas há mais. A Skoda anunciou ainda que as instalações do sindicato Kovo MB serão usadas para acolher refugiados.

Além disto, a marca checa anunciou ainda que vai ajudar os refugiados ucranianos que queiram fixar-se na República Checa, apoiando-os nos pedidos de visto, com alojamento, cursos de línguas, cuidados de saúde, integração, educação e também emprego.

Por fim, a Skoda vai apoiar as suas cidades parceiras de Mladá Boleslav, Rychnov nad Kněžnou e Vrchlabí no acolhimento de refugiados. Para tal a Skoda vai doar um milhão de coroas checas (40 mil euros) a Mladá Boleslav e meio milhão de coroas checas (20 mil euros) a Rychnov nad Kněžnou e Vrchlabí.

Volkswagen

Também a Volkswagen avançou com a doação de um milhão de euros ao Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Na sua declaração publicada nas redes sociais diz: “Nós no Grupo Volkswagen estamos muito preocupados com a corrente situação na Ucrânia. O conselho de administração do Grupo decidiu que o Grupo e as suas marcas vão doar um milhão de euros ao nosso parceiro de longa data, o Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados”.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Peugeot 106 Electric?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Este é o Peugeot 106 Electric, o antepassado do e-208

Mais artigos em Notícias