Tesla Cybertruck ainda não existe, mas já virou… um barco

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Transformação

Tesla Cybertruck ainda não existe, mas já virou… um barco

Enquanto a Tesla Cybertruck não aparece, vão surgindo ideias no mínimo insólitas à sua volta. A última delas imagina-a como um barco.

A produção da Tesla Cybertruck continua a sofrer impasses — foi, mais uma vez, adiada, desta vez para 2023 —, mas isso não tem impedido que surjam ideias para futuras linhas de acessórios ou então, como neste caso, ideias para usos… diferenciados da pick-up.

Amais recente chega-nos pela mão de Anthony Diamond, que quer transformar a Tesla Cybertruck num barco, mais precisamente um catamaran — sim, isso mesmo.

Diamond, que tem um Tesla Model 3 e já reservou uma Cybertruck, tem formação em Ciências dos Materiais e até já nos mostrou esta sua visão através de renderizações digitais.

A NÃO PERDER: Nem a Tesla Cybertruck está a salvo das réplicas chinesas
Tesla-Cybertruck

Num website criado especificamente para este produto, denominado Cybercat Catamaran, é possível perceber que este conceito consiste num kit fácil de montar e que pode ser anexado ao Cybertruck.

Contudo, Anthony Diamond não revela quanto tempo é necessário para transformar esta Cybertruck num barco elétrico.

“Uma vez na água, os motores elétricos de popa e os pontões dobram para baixo e as rodas saem da água para um arranque rápido. Em águas profundas ou em torno de docas, o Cybercat consegue manobrar-se de forma muito precisa”, pode ler-se no website.

Tesla-Cybertruck

Destacam-se naturalmente os flutuadores que surgem instalados nas laterais e o conjunto de motores que surge instalado na traseira, que pode contar com uma ou cinco unidades, que surgem naturalmente ligadas ao pack de baterias da pick-up.

LEIAM TAMBÉM: Isto é uma Volkswagen Cybertruck… ok, mais ou menos

É certo que ainda não existe um protótipo funcional deste conceito, mas Anthony Diamond estima que a velocidade máxima ronde os 40 km/h e que a autonomia varie entre os 80 km e os 185 km, de acordo com a velocidade a que se navegue.

Tesla-Cybertruck

Quanto ao preço, vai variar entre os 22 900 dólares (20 077 euros) e os 32 900 dólares (28 845 euros), dependendo da quantidade de motores escolhidos.

Mas se quiserem a melhor experiência possível, saibam que haverá uma segunda versão do Cybercat, mais rápida e mais eficiente, com hidrofólios.

Neste caso, a velocidade máxima sobe para os 64 km/h e a autonomia estimada passa a variar entre os 120 km e os 185 km. Mas como seria de esperar, o preço também cresce: entre 35 400 dólares (31 190 euros) e 42 900 dólares (37 799 euros), de acordo com o número de motores escolhidos.

A NÃO PERDER: Gigabier. Depois da tequilha, a Tesla vai apostar na cerveja

E mesmo que não estejam a planear comprar uma Cybertruck, não precisam de descartar já esta ideia. É que de acordo com o site do projeto, este conceito até pode ser aplicado a outros elétricos, nomeadamente da Rivian, Ford, GM, Toyota e Canoo.

Fonte: Electrek

Sabe responder a esta?
Em que ano foi apresentado o protótipo Mazda Ibuki?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Ainda se lembram do Mazda Ibuki, o “pai” do MX-5 NC?

Mais artigos em Notícias