Navio que transportava automóveis do Grupo Volkswagen incendiou-se ao largo dos Açores

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Acidente

Navio que transportava automóveis do Grupo Volkswagen incendiou-se ao largo dos Açores

O navio "Felicity Ace" incendiou-se ao largo dos Açores com perto de 2500 carros de várias marcas do Grupo Volkswagen. A tripulação foi resgatada sem ferimentos.

ATUALIZAÇÃO: “Felicity Ace” continua a arder e à deriva ao largo dos Açores

Ontem, dia 16 de fevereiro, o “Felicity Ace”, um cargueiro de transporte de automóveis, incendiou-se a cerca de 90 milhas (cerca de 170 quilómetros) a sudoeste da ilha do Faial, nos Açores.

A embarcação com bandeira do Panamá fazia a ligação entre a Alemanha (Emden) e os EUA (Rhode Island) quando, ao largo dos Açores, emitiu um sinal de alerta, pedindo auxílio devido a um incêndio no porão de carga.

O “Felicity Ace” transportava automóveis do Grupo Volkswagen, sobretudo Porsche e Volkswagen e a sua tripulação era composta por 22 pessoas.

A NÃO PERDER: Os 15 maiores navios do mundo emitem mais NOx do que todos os automóveis do planeta

Um resgate coordenado e bem sucedido

O incidente levou a uma operação de resgate da tripulação coordenada pela Marinha Portuguesa, envolvendo vários meios, nomeadamente o navio patrulha oceânico NRP Setúbal e quatro navios mercantes que estavam nas proximidades.

Foi ainda ativada a aeronave EH-101 Merlin da Força Aérea Portuguesa, que partiu da Base Aérea das Lajes, na ilha Terceira, e resgatou os 22 tripulantes que já se encontravam a salvo no petroleiro “Resilient Warrior” que estava nas proximidades. Os tripulantes foram transportados para a ilha do Faial (aeroporto da Horta), em grupos de 11, sem necessidade de assistência médica.

Ainda segundo a Marinha Portuguesa, o plano passa agora por rebocar a embarcação que está à deriva até um porto nas proximidades.

O incêndio continua ativo e ainda não se sabe o que o causou. Enquanto não chegam os rebocadores, o “Felicity Ace” continuará à deriva, com o navio de patrulha oceânico NRP Setúbal da Marinha a manter-se na área para acompanhar a situação.

E os automóveis a bordo?

De momento não se sabe a extensão dos danos causados por este incêndio ou se houve veículos a bordo destruídos ou danificados.

Segundo Luke Vandezande, porta-voz da Porsche em declarações à Autoblog, dos aproximadamente 2500 veículos que o “Felicity Ace” transportava, cerca de 1100 são da Porsche com os restantes a serem maioritariamente da marca Volkswagen. O The Drive acrescenta que estão 189 Bentley a bordo e um número indeterminado de modelos da Audi.

Também a «atividade» nos fóruns começa a dar-nos algumas pistas sobre este incidente. Alguns membros do fórum 718Forum.com afirmam que o serviço da Porsche Track Your Dream  já terá enviado uma mensagem a informar de que a marca “teve conhecimento do incidente no navio “Felicity Ace” que transportava alguns automóveis da Porsche”.

Já em declarações ao The Drive a Porsche afirmou: “Vários dos nossos carros fazem parte da carga do navio. De momento não temos mais detalhes sobre os carros — estamos em contato com a companhia de navegação e partilharemos mais informações a seu tempo”.

Um dos clientes da Porsche que potencialmente prejudicado por este incêndio foi o conhecido YouTuber Matt Farah, do canal The Smoking Tire.

Tudo indica que o Porsche 718 Boxster que Farah havia encomendado em agosto seguia a bordo do “Felicity Ace”, com este a afirmar numa publicação, tanto no Twitter como no Instagram, que o seu carro “prepara-se para fazer parte de um recife artificial, aparentemente”.

Para já, o destino do “Felicity Ace” ainda é uma incógnita. Construído em 2005, este navio tem capacidade para transportar perto de 4000 veículos e não era a primeira vez que era usado para transportar modelos da Porsche, Volkswagen e de outras marcas do grupo.

Não é a primeira vez que assistimos a incidentes no transporte marítimo de automóveis em águas portuguesas. Recordem um dos naufrágios mais mediáticos:

TÊM DE VER: MV Reijin. A história do «Titanic dos automóveis» que naufragou em Portugal

Fonte: The Drive, Marinha Portuguesa, Autoblog

Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o Porsche Carrera GT?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Porsche Carrera GT: o último dos analógicos

Mais artigos em Notícias