Esqueçam o V10. Lexus LFA do futuro será 100% elétrico

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Esqueçam o V10. Lexus LFA do futuro será 100% elétrico

Sucessor espiritual do Lexus LFA será 100% elétrico e poderá contar com baterias de estado sólido para mais de 700 km de autonomia.

Há cerca de dois meses, no anúncio da sua ofensiva elétrica até 2030, já tínhamos ficado a saber que a Lexus iria lançar um supercarro elétrico, uma espécie de sucessor espiritual do LFA.

Agora, começam a ser conhecidos os detalhes em torno deste modelo, que só deve chegar ao mercado em 2030, com a Lexus a divulgar um conjunto de novas imagens (renderizações feitas a “computador”) que nos permitem antecipar as linhas deste elétrico.

E a primeira coisa que salta à vista são as proporções, vincadas pelo facto de o dois eixos estarem muito próximos das extremidades, do capô ser bastante longo e do habitáculo estar numa posição muito recuada.

A NÃO PERDER: Silêncio! Vai-se ouvir o V10 atmosférico do Lexus LFA
Lexus superdesportivo elétrico

São proporções muito semelhantes às do Lexus LFA, ainda que aqui não haja naturalmente lugar para o tão elogiado V10.

A somar a isso, importa lembrar que ainda é cedo para saber se este design vai sobreviver até ser revelada a versão de produção deste modelo, no final da década.

Quanto ao interior, a Lexus ainda não divulgou qualquer informação ou imagem, muito menos confirmou qual será o nome oficial deste modelo ou a disposição dos motores elétricos.

Lexus superdesportivo elétrico
Este protótipo tem as proporções clássicas de um desportivo de dois lugar com motor de combustão interna montado longitudinalmente à frente… mas será 100% elétrico.

Baterias de estado sólido

Contudo, é a própria Lexus a adiantar que este modelo será capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em pouco mais de 2,0s e de percorrer mais de 700 km com uma única carga, graças “ao possível uso de baterias de estado sólido”.

Lexus superdesportivo elétrico

Ainda não se sabe mais nada em torno deste herdeiro do LFA, mas a fabricante do país do sol nascente já afirmou que quer usar a eletrificação para “aumentar o prazer de condução para todos os clientes”.

LEIAM TAMBÉM: Toyota. Primeiro elétrico com baterias de estado sólido em 2025

Por isso mesmo, e tal como já acontecia com o LFA, podemos esperar um grande ênfase no comportamento dinâmico.

Sabe responder a esta?
Qual a potência máxima combinada do Lexus NX 450h+ (2022)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

NX 450h+. Ao volante do primeiro híbrido plug-in da Lexus (vídeo)

Mais artigos em Notícias