MINI Recharged. Nova vida para o MINI clássico, como elétrico

Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

MINI Recharged. Nova vida para o MINI clássico, como elétrico

Através de um projeto designado "MINI Recharged", a MINI quer eletrificar e dar uma nova vida ao MINI clássico.

Depois de ter revelado no Salão de Nova Iorque de 2018 o protótipo do MINI clássico eletrificado, a marca britânica decidiu também «entrar no jogo» da eletrificação de modelos clássicos.

Para o fazer reuniu uma equipa na fábrica de Oxford que ficou encarregue de uma só missão: criar um plano para eletrificar o MINI clássico e disponibilizar essa conversão aos proprietários do MINI clássico. O resultado foi o projeto “MINI Recharged”.

Ainda sem ter revelado quaisquer preços, a MINI confirmou que as conversões vão ser feitas no Reino Unido. Apesar de abdicarem do motor de combustão, os MINI clássicos poderão voltar a ser equipados com eles no futuro, pois toda a mecânica original será catalogada e armazenada pela marca britânica.

A NÃO PERDER: Heresia? Lunaz converte Bentley Continental S2 num 100% elétrico

O que já sabemos

Esteticamente a MINI promete alterar o mínimo possível as linhas originais criadas por Sir Alec Issigonis há mais de meio século.

As únicas diferenças serão a adição de um bocal para o carregamento das baterias e a instalação de um painel de instrumentos específico, com aspeto, mas que passa a trazer a indicação da autonomia ou da relação selecionada.

Já no que à mecânica diz respeito, o MINI clássico 100% elétrico vai contar com um motor capaz de debitar 90 kW (122 cv), um valor que lhe permitirá acelerar até aos 100 km/h em apenas 9s.

A transmissão manual de quatro velocidades vê-se ainda substituída por uma caixa redutora de relação fixa.

A alimentar o motor elétrico estará uma bateria cuja capacidade não foi revelada, mas que a marca britânica já confirmou que poderá ser carregada com uma potência de até 6,6 kW, permitindo uma autonomia de cerca de 160 km.

 

 

 

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Daihatsu Charade GTti?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Glórias do Passado. Daihatsu Charade GTti, o mil mais temido

Mais artigos em Notícias