Mercedes-Benz C 63 AMG que foi de Michael Schumacher procura novo dono

Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Leilões

Mercedes-Benz C 63 AMG que foi de Michael Schumacher procura novo dono

Esta Mercedes-Benz C 63 AMG Estate foi o carro de serviço de Schumacher em 2010, quando regressou à F1, e agora vai a leilão.

A Bonhams vai leiloar no próximo dia 3 de fevereiro uma carrinha Mercedes-Benz C 63 AMG Estate que pertenceu a Michael Schumacher em 2010.

Este foi, de resto, o carro de serviço do antigo piloto alemão entre janeiro de 2010 e 28 de julho desse mesmo ano, que marcou o regresso do heptacampeão do mundo de Fórmula 1 ao pelotão, aos comandos da então nova equipa Mercedes-AMG.

Importa contudo lembrar que este modelo nunca esteve registado no nome de Schumacher. Nessa altura, estava no nome do concessionário da Mercedes-Benz AG em Schlieren, na Suíça.

A NÃO PERDER: O «adeus» da Mercedes-Benz às carrinhas chega em 2030
Mercedes-Benz C 63 AMG © Bonhams

Ainda assim, o nome do antigo piloto aparece na documentação do veículo, como o nome do condutor na data acima mencionada.

Seguiram-se três proprietários

Depois de ser usado por Michael Schumacher, este Mercedes-Benz C 63 AMG Estate — número de chassis WDD2042771F456156 — esteve nas mãos de um condutor suíço entre 2011 e 2015, sempre com revisões num concessionário da marca de Estugarda.

Mercedes-Benz C 63 AMG traseira © Bonhams

Em 2015, foi vendido a um engenheiro da Mercedes na Alemanha, que ficou com ele até 2018, altura em que o vendeu ao proprietário atual, que manteve as revisões “a tempo e horas” na marca, apesar de confessar que só usava este carro nos meses de verão.

V8 naturalmente aspirado

Não faltam motivos de interesse a este Mercedes-Benz C 63 AMG Estate, que equipa um monstruoso V8 naturalmente aspirado de 6,2 litros que produz 457 cv e 600 Nm.

LEIAM TAMBÉM: Testámos a Mercedes-AMG E 53 4MATIC+ Station. O V8 da E 63 é mesmo necessário?

Associado a uma caixa automática de sete velocidades que envia o binário em exclusivo para as rodas traseiras, precisa de 4,6s para acelerar dos 0 aos 100 km/h e tem uma velocidade máxima limitada aos 250 km/h.

Mercedes-Benz C 63 AMG traseira © Bonhams

Este exemplar não conta com o AMG Performance Package opcional, mas quando saiu da fábrica trazia extras no valor de 20 000 euros. Contudo, soma já 151 894 km no odómetro.

Mercedes-Benz C 63 AMG traseira © Bonhams

Quanto pode render?

O leilão está marcado para o próximo dia 3 de fevereiro e a leiloeira responsável pelo evento estima que a «troca de mãos» será feita por valores entre os 50 000 euros e os 100 000 euros.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Mercedes-Benz E 50 AMG (W210)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lembras-te deste? Mercedes-Benz E 50 AMG (W210)

Mais artigos em Notícias