Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Indústria

Autoeuropa. Volkswagen anuncia investimento superior a 500 milhões de euros

O anúncio foi feito durante a cerimónia dos 30 anos da Autoeuropa, que contou com a presença de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa.

Trinta anos depois do lançamento da primeira pedra da Autoeuropa, a Volkswagen acaba de anunciar um investimento de mais de 500 milhões de euros nos próximos cinco anos.

O anúncio foi feito esta sexta-feira durante a cerimónia comemorativa dos trinta anos da fábrica de automóveis de Palmela: “Nos próximos cinco anos pretendemos investir mais de 500 milhões de euros em produto, equipamento e infraestruturas”, disse Alexander Seitz, administrador da Volkswagen.

“Esta fábrica e a sua equipa estão preparadas para acompanhar a transformação da indústria automóvel com sucesso”, disse Seitz, que lembrou a importância desta fábrica para Portugal e para a própria Volkswagen.

A NÃO PERDER: Comboio entre SEAT Martorell e VW Autoeuropa vai transportar 20 000 carros por ano
Volkswagen Autoeuropa © Guilherme Costa / Razão Automóvel

Thomas Hegel Günther, que a partir de 1 de dezembro vai assumir o cargo de diretor-geral da Autoeuropa, falou sobre as mudanças no setor: “O setor automóvel está a conhecer a maior transformação da sua história. Não se trata apenas da troca do motor de combustão pelo motor elétrico. É uma mudança e paradigma que interfere com a transformação de toda a cadeia de produção. Das fábricas às marcas, sem esquecer os fornecedores”.

“Hoje estamos aqui a assinalar os 30 anos da Autoeuropa e queremos que hajam outros trinta”, acrescentou Gunther, que sucede a Miguel Sanches.

Volkswagen Autoeuropa © Guilherme Costa / Razão Automóvel

Este evento foi presidido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que se mostrou muito satisfeito com o investimento anunciado para a Autoeuropa e prometeu apoio para o que aí vem.

A Autoeuropa não é para ficar e ir ficando, é para ficar liderando o futuro. A Volkswagen quer que no seu futuro esteja a Autoeuropa. Se dizem que vão investir 500 milhões é porque vão investir mesmo. Do nosso lado contem com todos os esforços na transição energética, na mobilidade e na tecnologia.

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Portuguesa

O Primeiro-Ministro António Costa também esteve presente no evento e lembrou que “volvidos 30 anos, a Volkswagen continua a ser o maior investimento privado em Portugal”, antes de recordar — juntamente com Marcelo Rebelo de Sousa — o período difícil passado pelo setor automóvel durante a pandemia, em especial pela Autoeuropa, apontando soluções para o futuro.

A pandemia mostrou-nos que não podemos ter cadeias tão longas. Portugal pode e deve ter uma posição de liderança na produção de componentes.

António Costa, Primeiro-Ministro de Portugal
Volkswagen Autoeuropa © Guilherme Costa / Razão Automóvel

Para conseguir esta posição de liderança António Costa lembrou que Portugal tem a maior reserva de lítio da Europa, a oitava maior do mundo e o custo de energia solar mais baixo da Europa.

LEIAM TAMBÉM: Volkswagen Autoeuropa reduziu 79,8% de emissões de CO2 em 10 anos

Marcelo aplaude trabalhadores

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, aproveitou ainda a ocasião para aplaudir a atitude e o empenho dos trabalhadores ao longo destas últimas três décadas: “A chave da Autoeuropa foi a capacidade dos seus trabalhadores verem para lá da doutrina e da ideologia política. O diálogo superou sempre todas as dificuldades e isso é o mais importante. A Autoeuropa não pára e Portugal também não vai parar”, disse.

“Investidores há alguns, administradores também há alguns, mas os trabalhadores são milhares. E é a eles que temos que agradecer a resiliência e a capacidade de superação da fábrica nos últimos 30 anos”, atirou.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi produzido o último Citroën 2CV em Portugal?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

O último dos… Citroën 2CV feitos “falava” português

Mais artigos em Notícias