Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Audi A8 (2022). Nova face, mais tecnologia e versões inéditas para o topo de gama alemão

O Audi A8 recebeu uma série de atualizações visuais e tecnológicas, ganhou um novo nível de equipamento e a China ganhou uma versão exclusiva, mais luxuosa.

E podemos começar mesmo pelo fim, com o inédito Audi A8 L Horch. Marca o regresso há muito especulado da Horch, uma das quatro marcas originais da Auto Union (Audi, Horch, Wanderer e DKW).

No entanto, se os rumores diziam que a Horch regressaria como submarca de luxo da Audi para rivalizar com a Mercedes-Maybach, a verdade é que, por agora, o A8 L Horch ficará limitado à China, mercado a que correspondem atualmente 60% das vendas do A8.

O A8 L Horch destaca-se, desde logo, por ser o maior de todos os A8, adicionando 13 cm ao comprimento do já de si longo A8 L, fixando-se nos 5,45 m de comprimento.

VEJAM TAMBÉM: Audi Grandsphere Concept. Será este o sucessor elétrico e autónomo do Audi A8?

Por fora distingue-se pela grelha Singleframe com acabamento específico; pelas jantes exclusivas (padrão coroa em H); o emblema da Horch no pilar C; assinatura luminosa específica traseira; pela maior abundância de cromados e, em opção e pela primeira vez num A8, a possibilidade de uma pintura bitom.

Por dentro, há mais equipamento de série disponível, recebe um teto panorâmico de maiores dimensões e os ocupantes traseiros são aqueles que merecem todas as atenções, com o A8 L Horch a receber um banco para relaxamento.

Sendo exclusivo para a China talvez não surpreenda a escolha da motorização. Nada de V8 ou outra arquitetura mais aristocrática, mas sim um «modesto» V6 para o maior e mais luxuoso dos A8.

O mercado chinês não valoriza tanto o que está por baixo do capô, como acontece noutros mercados e, para mais, ao ter «apenas» 3,0 l de capacidade, é muito menos penalizado pela fiscalidade chinesa que, tal como a portuguesa, taxa (e bem) a cilindrada.

A8 S Line

Se na China a aposta é no super-luxo, no resto do mundo a aposta é mais na desportividade, com a introdução do A8 S Line, a primeira vez que esta linha de equipamento agracia o topo de gama alemão.

Audi A8 S Line
Audi A8 S Line

O Audi A8 S Line destaca-se por uma aparência mais desportiva, que inclui uma Singleframe com acabamento específico e jantes também de aparência mais desportiva que podem ser, opcionalmente, de 21″. Por dentro, podemos ver o logótipo “S” nos bancos dianteiros e volante, tendo uma decoração específica, que inclui superfícies em preto piano ou, opcionalmente, em carbono.

É na frente que vemos as maiores diferenças neste atualizado A8, com todas as versões a mostrarem uma face reestilizada, destacando-se a nova Singleframe e os novos faróis.

A típica grelha da Audi passou a ser mais larga na sua base, enquanto as entradas de ar laterais assumem um desenvolvimento mais vertical. Os faróis perderam o seu contorno puramente trapezoidal, tendo sido adicionado um «entalhe» na sua base, como acontece noutros Audi.

VEJAM TAMBÉM: Diretor geral da Audi: Crise da escassez de chips é a “tempestade perfeita”

Ainda sobre os faróis, estes são do tipo Digital Matrix LED, com tecnologia DMD (digital micromirror device). Isto significa que cada farol contém aproximadamente 1,3 milhões de micro-espelhos que conseguem dividir a luz em pequenos pixéis. Solução que permite controlar o foco de luz com maior precisão e aceder a funcionalidades como iluminar de forma mais brilhante a via em que o veículo se desloca em autoestrada, ou até iluminar a via para a qual pretendemos ir.

Audi A8 S Line

Também atrás a iluminação ganha destaque, com a introdução de luzes de travagem OLED, as quais podem ser associadas aos assistentes do carro, como os sensores de proximidade. Por exemplo, caso outro veículo se aproxime do A8, ficando a menos de dois metros da sua traseira, todos os segmentos OLED são ativados, para alertar o condutor atrás da sua proximidade excessiva.

Mais tecnologia e conforto também no interior

Tal como no A8 L Horch, são os passageiros traseiros os mais beneficiados com a atualização do topo de gama alemão. O A8 L passa a dispor de mais opções para os bancos traseiros, incluindo o já mencionado banco de relaxamento.

Interior Audi A8 L
Audi A8 L

Este permite inúmeros ajustes, incluindo encostos de cabeça regulados eletricamente, massagens (com 18 almofadas pneumáticas) e até um poisa-pés que pode ser aquecido e até massajar os pés do seu ocupante.

Os passageiros traseiros são ainda «mimados» com novos ecrãs de 10,1″ (Full HD) localizados ao nível dos encostos de cabeça dos bancos dianteiros. Não é só imagem, mas também som, com o A8 a poder ser equipado com o e Bang & Olufsen Advanced Sound System capaz de trazer som 3D aos ocupantes traseiros, que inclui um amplificador de 1920 W e 23 altifalantes.

As muitas opções disponíveis para os ocupantes traseiros, podem ser controladas por um comando tátil OLED (com a dimensão de um smartphone) posicionado no apoia-braços traseiros.

À frente, além do digital cockpit que consiste num ecrã de 10,1″ que pode ser complementado, opcionalmente, por um head-up display, temos a introdução do mais recente sistema de infoentretenimento da Audi, o MIB3. Este inclui um ecrã tátil de 8,6″ e permite controlo por voz que pode ser ativado com a ordem de comando “Hey, Audi”.

Por fim, não podiam faltar os assistentes à condução, 40 no total, que são divididos por três pacotes: Park, City e Tour.

Audi S8, o mais potente

O atualizado Audi A8 mantém as mecânicas que já conhecíamos, todas associadas a um sistema mild-hybrid de 48 V, nomeadamente o 3.0 TFSI (V6) e 4.0 TFSI (V8), ambos a gasolina e o 3.0 TDI (V6) a gasóleo (que chegará mais tarde, assim como uma versão híbrida plug-in).

Audi S8
Audi S8

Assim temos o A8 55 TFSI (V6 a gasolina) com 340 cv (na China está disponível uma variante com 286 cv); o A8 50 TDI com 286 cv; e o A8 60 TFSI (V8 gasolina) com 460 cv. O V8 tem ainda a particularidade de poder desativar quatro dos cilindros quando não são necessários, para um apetite mais moderado.

A encimar a lista de motorizações, temos o «sabor» distinto do 4.0 TFSI V8 usado pelo Audi S8 que assume-se, mais uma vez, como o mais potente e rápido dos A8. A potência sobe 111 cv em relação ao 60 TFSI, fixando-se nuns mais expressivos 571 cv (e 800 Nm), o que permite à generosa berlina atingir em 3,8s os 100 km/h.

Audi S8

Todos os modelos vêm equipados com tração às quatro rodas (quattro) e a única transmissão disponível é a tiptronic (automática de oito velocidades).

VEJAM TAMBÉM: e-tron S Sportback com 3 motores e 503 cv. O que vale o primeiro Audi “S” elétrico?

Porém, o arsenal do Audi S8 é reforçado ao nível dinâmico, com um diferencial desportivo, uma suspensão preditiva e um eixo traseiro direcionável, de série.

Quando chega?

O atualizado Audi A8 começa a chegar ao mercado europeu em dezembro, mas de momento ainda não foram divulgados os preços para o mercado nacional.

Audi A8 L

 

Mais artigos em Notícias