Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Salão de Munique 2021

Smart Concept #1. O maior Smart de sempre marca o início de uma nova era

Começar de novo! O Smart Concept #1 é o início de uma nova era: é o seu primeiro SUV, o seu primeiro elétrico de raíz e o primeiro desenvolvido pela Geely.

Com 4290 mm de comprimento, 1910 mm de largura, 1698 mm de altura e uma ampla distância entre eixos de 2750 mm, o Smart Concept #1 é, de longe, o maior Smart alguma vez feito, antecipando, com fidelidade, o modelo de produção

Apesar de ter sido a primeira marca “tradicional” a abandonar os motores de combustão — desde o início de 2019 que só tem em catálogo modelos 100% elétricos —, o Concept #1 é o primeiro modelo desenvolvido de raíz pela marca para ser apenas e só elétrico.

É também o primeiro produto da joint venture entre a Daimler e a Geely, que agora dividem equitativamente a propriedade da marca — os alemães ficam responsáveis pelo design, enquanto os chineses pela engenharia, desenvolvimento e produção dos futuros modelos.

ESPECIAL: Todas as novidades do Salão de Munique 2021 estão aqui
Smart Concept #1
Smart Concept #1 no Salão de Munique. © Guilherme Costa / Razão Automóvel

Não admira, portanto, que este Smart “tamanho familiar”, na forma do seu primeiro SUV, tenha na sua base a plataforma específica para elétricos da Geely, denominada SEA. É, por agora, a única característica técnica conhecida, pois nenhumas outras foram avançadas na revelação deste Concept #1.

Tendo em conta as dimensões com que se apresenta, quando conhecermos o modelo de produção do Concept #1 no final de 2022 — por agora apenas identificado com o código interno HX11 —, marcará também a estreia da Smart no segmento C, tendo como rivais, por exemplo, o MINI Countryman. Por fim, o Concept #1 mostra ainda as intenções de reposicionar a marca num espaço mais premium e tecnológico do que até agora.

Smart Concept #1

Como é possível de constatar, é grande o peso que este Concept #1 “carrega” sobre os seus ombros e é impossível ignorar o quão significativo este modelo é para o futuro da Smart que, não faz tanto tempo assim, até viu a sua existência ser colocada em causa.

"Estamos a celebrar um marco importante com o Smart Concept #1, que é o precursor da próxima geração Smart. O estudo próximo da produção é uma prova excitante do que os nossos clientes podem esperar da marca Smart. O novo Smart Concept #1 é o primeiro vislumbre da nossa visão para uma mobilidade sustentável. É caracterizada pelo seu design progressista, equipamento premium e tecnologia avançada."

Daniel Lescow, vice-presidente das vendas globais, marketing e pós-venda da smart Automobile Co, Ltd.

Design com novos genes

Sendo 100% elétrico e assente sobre uma plataforma específica, destaca-se a ampla distância entre eixos (2750 mm) em relação ao comprimento total (4290 mm), “empurrando” as generosas rodas de 21″ para os cantos. Não admira que a Smart anuncie que as cotas internas sejam generosas, equivalentes a propostas de maiores dimensões.

Smart Concept #1

O Concept #1 apresenta-se com quatro lugares (versão de produção terá cinco), e, como é habitual de ver nestes protótipos de salão, o acesso ao habitáculo é facilitado pela ausência de um pilar B e por portas traseiras de abertura invertida — fica por saber se o modelo de produção herdará estas soluções, mas não alimentamos grandes esperanças nesse sentido. Pormenor curioso: os manípulos das portas não são mais que pequenos painéis iluminados sensíveis ao toque.

Ainda no interior, a luminosidade do habitáculo ganha protagonismo, cortesia de um teto panorâmico em vidro que incorpora um anel de luz.

O tabliê “ofusca-nos” com o seu acabamento dourado brilhante, mas o desenho do mesmo é simples, concentrando todas as informações e funcionalidades que necessitamos num ecrã central de 12,8″ — não se vê botões físicos em lado algum, exceto no volante. La pièce de résistance é a consola central flutuante —  que se estende até entre os bancos dianteiros — que contribui para a sensação de espaço no grande (para um Smart) mas compacto modelo.

VEJAM TAMBÉM: Testámos o Smart EQ fortwo. Ainda é o rei da cidade?

Por fora, apesar da tipologia inédita e do novo design, conseguimos ainda ver no Concept #1 um Smart. A silhueta SUV/Crossover é clara, com dois volumes bem definidos, mas não revela um estilo agressivo, como acontece noutras propostas, apesar de parecer devidamente robusto. Uma consequência das rodas de grande dimensão, da “armadura” inferior a preto e da escultura das suas superfícies.

"O novo e desportivo Concept #1 é a redefinição da marca Smart numa forma mais adulta, mas "cool". Criámos um ADN completamente novo para o design que tem o potencial de estabelecer a Smart como uma marca líder em design."

Gorden Wagener, diretor de design do Daimler Group
Smart Concept #1

A identidade da marca passa a ser caracterizada, tanto à frente como atrás, por faixas ininterruptas em LED, a toda a largura do veículo, que unem os grupos óticos. Na face do Concept #1 deixa de haver uma grelha convencional e passa apenas a haver uma entrada de ar inferior trapezoidal (ainda que com cantos arredondados) que, no caso do Concept #1 é também ela iluminada.

VEJAM TAMBÉM: STRIP. O MINI com cortiça que imagina um futuro mais sustentável

O tejadilho flutuante e em tom dourado, contrasta com o branco brilhante da restante carroçaria, e estende-se para as laterais dando forma ao pilar C, uma característica formal que também deverá fazer parte dos códigos visuais dos futuros Smart.

Jantes 21" Concept #1
Jantes de 21″ para o Concept #1.

Mais digitalização e conectividade

Como não poderia deixar de ser também a Smart vai aderir em força à digitalização e conectividade. Nesse sentido, foi integrado um poderoso computador central que vai controlar quatro grandes domínios no Concept #1: infoentretenimento, assistentes à condução, funções específicas da eletromobilidade e a gestão da plataforma elétrica/eletrónica.

Smart infoentretenimento

Para estar “sempre em forma”, também poderá efetuar atualizações remotas (OTA ou “over the air”) que afetarão mais de 75% das ECU (unidades eletrónicas de controlo) a bordo.

Ao nível do infoentretenimento vamos poder contar com um “companheiro virtual”, que recorrerá à Inteligência Artificial para aprender os nossos hábitos e comportamentos, adaptando-se progressivamente às nossas preferências individuais.

Mais artigos em Notícias