Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Preparação

Melhor que um Alfa Romeo Spider, só mesmo um Spider-R da Alfaholics

É descrito como o mais rápido Alfa Romeo Spider do mundo, e sendo este Spider-R obra da Alfaholics, temos de acreditar que sim.

A Alfaholics praticamente dispensa apresentações e este Spider-R é mais um exemplo que mostra inequivocamente a qualidade do seu trabalho.

Já não é a primeira vez que nos referimos à britânica Alfaholics, especializada em transformar os Alfa Romeo de tempos idos em máquinas devoradoras de asfalto, enquadrando-se na prática hoje conhecida como restomod.

A fama deu-se com o GTA-R, uma interpretação extrema e, provavelmente a derradeira, do primeiro Giulia GTA (1965), numa receita intoxicante de baixo peso, mais potência, com mecânicas, tecnologias e materiais de hoje.

VEJAM TAMBÉM: Renault 5 Turbo está de regresso com carroçaria em carbono e 406 cv
Alfaholics Spider-R

O Spider-R não é tão “intenso” como o GTA-R, mas não deixa de ser também ela uma interpretação extrema do clássico Alfa Romeo Spider, transformando o elegante roadster numa máquina capaz de enfrentar qualquer track-day.

Do modelo original pouco parece restar. Começou como um Spider de segunda geração — a sua traseira coda tronca assim o identifica —, mas a Alfaholics não parece ter deixado nada ao acaso para se tornar num Spider-R, construído originalmente em 2011, mas revisto e alvo de melhoramentos em 2013, 2014 e 2015.

Mais potência e… rigidez

Foram a mecânica e o chassis que mais atenção receberam por parte da Alfaholics, que deram ao Spider-R a performance e a compostura necessários para as exigências do circuito.

Alfaholics Spider-R, Alfa Romeo Spider

O motor original foi trocado por um bem mais moderno quatro cilindros em linha de 2.0 Twin Spark, devidamente “puxado” até os 220 cv, bem mais que os 131 cv do Spider coda tronca mais potente que houve. E o suficiente para a Alfaholics afirmar que se trata do Spider mais rápido do mundo.

Para manter todos os cavalos “frescos”, recebeu um novo radiador em alumínio, com a ventoinha a ser controlada por ECU e o depósito de combustível, agora montado na mala, também passou a ser em alumínio com revestimento interno em espuma.

Alfaholics Spider-R, Alfa Romeo Spider

A transmissão também não podia ser mais distinta, que mostra claramente o foco deste Spider-R para os circuitos: a caixa é do tipo sequencial e tem seis velocidades. E o eixo traseiro passou a contar com um diferencial autoblocante de competição.

VEJAM TAMBÉM: De doidos! Este Suzuki Samurai tem um Wankel com 450 cv

Tendo em conta o aumento substancial de potência e os níveis de resistência à torção e flexão pouco abonatórios deste tipo de carroçaria, e para mais, neste exemplar com meio século de vida ou próximo disso, levou a Alfaholics a restaurar a carroçaria e reforçá-la com tubos T45, transformando a rigidez estrutural do Spider. O capô e a tampa da mala são agora em fibra de vidro.

Alfaholics Spider-R, Alfa Romeo Spider

Manter todo este aumento de potência sob controlo está agora a cargo do esquema de suspensão desenvolvida para o GTA-R, que inclui um conjunto de amortecedores ajustáveis em alumínio. E do GTA-R herda também o seu sistema de travagem com pinças de seis pistões.

Vai ser vendido

Este exemplar 007 do Alfaholics Spider-R vai ser colocado, brevemente, à venda, através da Collecting Cars. Até agora só teve um dono, e desde que foi efetuada uma reconstrução completa do motor em 2015, onde recebeu, por exemplo, novos pistões forjados, só percorreu 80 km.

A razão da sua venda é apenas devido ao desejo do seu atual proprietário em correr em carros de competição mais modernos, e por isso, há que libertar fundos.

VEJAM TAMBÉM: Este Alfa Romeo GTV6 está pronto a enfrentar o deserto

Ainda não há um preço de venda atribuído ao Alfaholics Spider-R, mas a empresa britânica diz que, se fosse hoje, construir um carro com especificações idênticas, o preço seria à volta de 145 mil euros… mais IVA.

Mais artigos em Notícias