Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Combustíveis

Preço da gasolina volta a subir na próxima semana. Gasóleo faz “pausa”

Será a oitava semana consecutiva em que o preço da gasolina simples 95 vai aumentar em Portugal. Gasóleo não vai sofrer alterações.

O preço da gasolina simples 95 em Portugal deverá voltar a subir na próxima segunda-feira, dia 19 de julho. A confirmar-se, esta será a oitava semana consecutiva em que o preço da gasolina simples 95 valoriza.

De acordo com os cálculos do Negócios, na próxima semana há margem para uma subida de 1 cêntimo para a gasolina simples 95, que deverá situar-se nos 1,677 euros/litro.

Face a dezembro de 2020, este preço representa já um aumento de 25 cêntimos por litro. E se a base de comparação for maio de 2020, a “escalada” da gasolina simples 95 é já de 44 cêntimos por litro.

A NÃO PERDER: Impostos sobre os combustíveis. Desde 2015 a Taxa de Carbono mais do que quadruplicou
Posto combustível diesl gasolina

Por outro lado, e pela segunda semana consecutiva, o preço do gasóleo simples não deverá sofrer alterações, mantendo-se nos 1,456 euros/litro.

Contrária a esta tendência de crescimento do preço dos combustíveis em Portugal está a cotação do Brent (serve de referência para o nosso país), que está a desvalorizar há três semanas consecutivas.

Semana muito agitada

Recorde-se que esta semana foi marcada por uma disputa entre o Governo e as gasolineiras, já depois de João Pedro Matos Fernandes, o ministro do Ambiente, ter proposto um decreto-lei que permitirá ao Executivo controlar as margens de comercialização, de forma a evitar “subidas duvidosas”.

LEIAM TAMBÉM: A nova gasolina da Bosch consegue menos 20% de emissões de CO2

Matos Fernandes explicou, no Parlamento, que o objetivo desta proposta é fazer com que o “mercado dos combustíveis reflita os seus verdadeiros custos” e que “quando se verifique uma descida, que a mesma seja sentida e apropriada pelos consumidores”.

imagem gasoleo abastecer

Esta proposta já recebeu entretanto resposta por parte das gasolineiras, que atiram a responsabilidade do elevado preço dos combustíveis para o Estado e para os impostos aplicados.

De acordo com as informações mais recentes da Apetro, o estado português arrecada cerca de 60% do valor final que os portugueses pagam em combustível, uma carga fiscal que está entre as mais elevadas da União Europeia.

A NÃO PERDER: Fim dos motores de combustão em 2035. UVE pede que seja mais cedo

Contudo, e no mesmo dia da proposta do ministro do Ambiente, a ENSE – Entidade Nacional para o Setor Energético publicou um relatório que dá conta da subida das margens de comercialização dos combustíveis.

seta indicador combustível

De acordo com o referido relatório, entre o final de 2019 e o passado mês de junho, as gasolineiras arrecadaram, em termos brutos, mais 36,62% (6,9 cêntimos/litro) na gasolina e 5,08% (1 cêntimo/litro) no gasóleo.

Assim, no último dia de junho de 2021, por cada litro de combustível consumido nos postos de abastecimento, as gasolineiras ficaram com 27,1 cêntimos no caso da gasolina e 20,8 cêntimos no caso do gasóleo.

Mais artigos em Notícias