Leilões

Lotus 340R à venda. Faz o Elise parecer… banal

Com uma produção limitada a apenas 340 exemplares, o 340R pode ser visto como uma espécie de "irmão mais selvagem" do Lotus Elise.

Os anos passam mas o Lotus Elise original continua a ser um dos desportivos mais puros de sempre. Quando surgiu, ainda na década de 90, pouco mais tinha que 700 kg, não tinha ABS, controlo de tração, direção assistida ou qualquer coisa que não fosse estritamente necessária e que pudesse adicionar massa.

Mesmo assim, ainda havia alguma margem para o tornar mais… puro. É aqui que entra o Lotus 340R, o “irmão” mais despido e focado do Lotus Elise.

A sua produção foi limitada a apenas 340 unidades e uma delas está agora à venda no portal Collecting Cars, com apenas 9424 km no odómetro.

A NÃO PERDER: Emira. O último Lotus com motor a combustão é revelado em julho
Lotus-340R

Apresentado no Salão de Birmingham de 1998, ainda sob a forma de um protótipo, contava com uns hipotéticos 340 cv por tonelada, residindo aqui a origem do seu nome. A versão de produção, que apareceu em 2000, acabou por não cumprir esse rácio peso/potência, mas nem por isso era menos impressionante.

Construído sobre a plataforma em alumínio do Elise, o 340R livrou-se das portas, do tejadilho e de quase todos os painéis da carroçaria, o que permitiu “cortar” cerca de 50 kg no peso do Elise, para um total de apenas 675 kg.

VEJAM TAMBÉM: Lotus despede-se do Elise e do Exige com as Final Edition

A somar a tudo isto, em vez do motor 1.8 de 120 cv (118 bhp) do Elise, este 340R era animado por uma versão mais potente do K-Series da Rover (VHPD ou Very High Power Derivative) com 179 cv (177 bhp) que lhe permitia acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 4,6s. Opcionalmente havia ainda um pacote específico para circuito que elevava a potência do K-Series até aos 195 cv (192 bhp).

A unidade que agora se encontra à venda conta com umas jantes OEM Technomagnesium montadas em pneus Yokohama A038R e um sistema de escape modificado, atributos que ajudam a explicar os mais de 52 000 euros da licitação mais alta até à data.

Numa altura em que a Lotus se prepara para apresentar o Emira, o último modelo com motor a combustão antes da entrada na era elétrica, este 340R é um óptimo lembrete de tudo o que a marca fundada por Colin Chapman representa.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o protótipo Lotus Evora 414E Hybrid?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

O único Lotus Evora 414E Hybrid está à venda e pode ser teu

Mais artigos em Notícias