Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Rumores

Combustíveis sintéticos podem motivar regresso da Porsche à Fórmula 1

A notícia está ser avançada pela BBC e dá conta de que, caso a Fórmula 1 passe a consumir combustíveis sintéticos, a Porsche poderá regressar à modalidade.

Uma das maiores defensoras dos combustíveis sintéticos (e maiores investidoras nesta tecnologia), a Porsche poderá regressar à Fórmula 1 caso estes sejam introduzidos na modalidade.

Ainda um rumor, esta possibilidade foi avançada pela BBC que deu conta de que a marca de Estugarda poderá regressar à Fórmula 1 quando forem introduzidos os novos regulamentos relativos aos motores, caso os combustíveis sintéticos venham a ser usados.

Apesar de os detalhes técnicos do novo regulamento ainda estarem em discussão, a Fórmula 1 já se comprometeu a fazer dos e-fuels uma parte central das novas regras. A Fórmula 1 vê estes combustíveis não só como uma solução para reduzir a pegada de carbono da modalidade, como para se manter fiel aos motores de combustão interna.

VÊ TAMBÉM: Porsche. Combustíveis sintéticos são 100% compatíveis com os motores atuais
Porsche 919 Hybrid
Depois de entre 2015 e 2017 ter dominado em Le Mans estará a Porsche a preparar-se para apostar na Fórmula 1?

Possível regresso não é novidade

A alimentar este rumor estão as declarações do vice-presidente da Porsche Motorsport, Fritz Enzinger, à BBC Sport acerca da possibilidade da Fórmula 1 vir a usar combustíveis sintéticos. Este afirmou: “Se tal se confirmar, iremos avaliar detalhadamente dentro do Grupo Volkswagen e discutir as próximas etapas”.

Quanto a um possível regresso à Fórmula 1, Enzinger limitou-se a afirmar que a Porsche está a “observar” o desenvolvimento dos novos regulamentos, como faz para “todas as disciplinas relevantes do mundo automóvel”.

Curiosamente, esta não é a primeira vez que se fala de um possível regresso da Porsche à Fórmula 1. No entanto, desde que deixou de fornecer motores à Footwork a meio da temporada de 1991 que este não se materializa.

Quanto à participação da marca de Estugarda na categoria rainha do automobilismo, a sua única vitória enquanto construtor data de 1962.

Mais tarde, em 1983, regressou de forma não oficial, fornecendo motores renomeados TAG (a empresa que pagou os custos de desenvolvimento) à McLaren, que venceria com estes motores três títulos de pilotos e dois de construtores entre 1984 e 1986.

VÊ TAMBÉM: Motores a 2 tempos de regresso? Provavelmente, diz o diretor técnico da Fórmula 1

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o primeiro Porsche 911 GT3?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Glórias do Passado. Porsche 911 GT3, o alvo a abater

Mais artigos em Notícias