Regresso ao Passado

NASCAR vai voltar a disputar-se em terra, mais de 50 anos depois

Cup Series da NASCAR não se disputa em terra desde 1970 mas isso está prestes a mudar. O Bristol Motor Speedway vai ser o palco de um "regresso ao passado".

Foi preciso esperar mais de 50 anos, mas já falta pouco para voltar a ver um carro da NASCAR a correr em terra durante a Cup Series.

O palco escolhido para este regresso das corridas de terra à categoria principal da NASCAR foi o Bristol Motor Speedway, no estado do Tennessee, nos Estados Unidos, um circuito oval com 850 metros que já foi coberto de terra várias vezes, a última das quais em 2001, quando recebeu a corrida do World of Outlaws.

Agora, 20 anos depois desse evento, o desafio é ainda maior, já que esta próxima corrida marcará um verdadeiro regresso ao passado, mais concretamente a 1970, altura em que se correu pela última vez um evento da Cup Series da NASCAR num circuito de terra.

VÊ TAMBÉM: As corridas da Roborace já começaram… e os acidentes também
Nascar - Bristol Motor Speedway
Trabalhos de conversão da pista arrancaram em janeiro.

Com a corrida marcada para o próximo dia 28 de março e com os bilhetes já à venda, a preparação do Bristol Motor Speedway avança a bom ritmo, numa altura em que vão sendo divulgados novos detalhes do evento.

Oval menos inclinada

A conversão do circuito arrancou em janeiro e obrigou a mudanças radicais, sobretudo na inclinação da oval, que viu o ângulo passar dos 30 para os 19 graus. Contudo, e apesar deste alívio, não se esperam facilidades.

“A Cup Series não é corrida em terra há muito tempo, por isso não havia nada para ver como reagia”, lembrou Steve Swift, responsável pelo regresso da NASCAR à terra, em declarações à Autoweek.

250 voltas vão criar obstáculos

Contudo, Swift recorda que haverá pó no ar e que a humidade durante toda a corrida — que terá 250 voltas — pode ser um desafio: “Tudo se resume a garantir que há humidade suficiente para aguentar e que o pó se mantém controlado. Vai sempre existir pó, mas temos que ser capazes de o suavizar”.

Pode chover e a corrida pode ficar dura e nós estamos lá a arrancar os narizes dos nossos carros. Mas sinceramente espero que a corrida fique difícil, porque isso vai acrescentar mais características a esta pista e provocar coisas diferentes.

Kyle Larson, o atual piloto da Cup Series com mais triunfos em terra

Emoção garantida

São muitos os pilotos que olham para este evento da Cup Series com alguma desconfiança e há mesmo quem defenda que será muito difícil ultrapassar.

Nascar - Bristol Motor Speedway
Organização adianta que falta de ultrapassagens não será problema.

Contudo, Swift recorre aos dados do simulador para descansar os adeptos da NASCAR e para mostrar que a emoção durante a corrida está garantida: “As curvas 1 e 2 permitem ultrapassagens, de acordo com as informações do simulador. Não estou a dizer que isso vai acontecer, porque tudo pode acontecer nesse fim-de-semana. Não sabemos. É tudo desconhecido”.

Sabe responder a esta?
Quantos quilos pesa o Donkervoort D8 GTO-JD70 R exclusivo para as pistas?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Donkervoort D8 GTO-JD70 R. O “monstro” holandês para as pistas

Mais artigos em Notícias