Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Foco na dinâmica e não nas acelerações: a receita para os futuros Lamborghini

Em vez da velocidade máxima e da aceleração, os futuros Lamborghini deverão dar prioridade à sua aptidão dinâmica. E a "culpa" é dos elétricos.

A revelação foi feita por Francesco Scardaoni, diretor da Lamborghini na região da Ásia/Pacífico e, a confirmar-se a aposta na dinâmica, promete uma “revolução” dentro da marca de Sant’Agata Bolognese.

À margem de um evento em que os jornalistas daquela região tiveram o seu primeiro contacto com o Lamborghini Huracán STO, o executivo da marca italiana explicou que, com a chegada de modelos elétricos capazes de acelerações balísticas, estas tornar-se-ão menos importantes com o passar do tempo.

Acerca deste tema, Scardaoni afirmou à Car Advice: “se há 10 anos nos perguntassem quais os parâmetros para avaliar um carro, provavelmente diríamos que eram a velocidade máxima, a aceleração e a dinâmica”.

VEJA TAMBÉM: Lamborghini Aventador com lagartas: solução para a neve ou receita para o desastre?
Lamborghini Sián FKP 37

Segundo Scardaoni “entretanto a velocidade máxima passou pra segundo plano atrás da aceleração. Agora, basicamente a aceleração não é tão importante. É muito fácil ter resultados surpreendentes em aceleração com motores elétricos”.

E agora?

Com a aceleração a perder importância nos critérios de avaliação de um superdesportivo, segundo Francesco Scardaoni “O que faz a diferença é o comportamento dinâmico”. Segundo o executivo italiano, mesmo que a aceleração seja referencial, se a dinâmica não estiver à altura não é possível ter o máximo de prazer ao volante de um desportivo.

Por isto, Scardaoni afirmou: “Com certeza agora, a dinâmica é, na nossa opinião, uma das principais prioridades para uma marca, especialmente uma marca como a Lamborghini. E para a Lamborghini, a dinâmica é crucial, um parâmetro-chave”.

Como que a provar este novo foco da marca italiana parecem estar criações como o Lamborghini SC20 ou o Huracán STO, modelos pensados mais para o desempenho dinâmico do que para as performances puras (se bem que estas não tenham sido descuradas).

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o Lamborghini LM002?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lamborghini LM002. O «touro indomável» de Sant’Agata Bolognese

Mais artigos em Notícias