Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Criptomoeda

KiriCoin. Fiat vai premiar condutores mais ecológicos com criptomoedas

A Fiat criou um sistema de recompensas com a criptomoeda KiriCoin para incentivar os condutores a adotarem uma condução mais amiga do ambiente.

A partir de agora, conduzir o novo Fiat 500 de maneira ecológica vai dar dinheiro aos condutores. Para incentivar os seus clientes a adotarem uma condução mais amiga do ambiente, a marca italiana vai recompensá-los com KiriCoin, a primeira eco-moeda digital do mundo.

Com esta criptomoeda, a Fiat vai premiar os condutores que fizerem trajetos mais ecológicos e tenham uma abordagem mais sustentável à prática da condução, tornando-se assim na primeira marca automóvel a recompensar os seus clientes por meio de um sistema de atribuição de prémios, destinados a promover comportamentos de condução ambientalmente mais conscientes.

Desenvolvido pela Kiri Technologies — uma startup fundada no Reino Unido em 2020 com o objetivo de acelerar a adoção de comportamentos amigos do ambiente — em parceria com a equipa de e-Mobility da Stellantis, este programa de recompensas foi pensado especificamente para o novo 500 elétrico, uma vez que este é o primeiro 100% elétrico de produção da marca de Turim.

A NÃO PERDER: Este Fiat 500 é meio carro… meio bicicleta

De acordo com a fabricante italiana, Kiri é o nome japonês dado à Paulownia, uma árvore que absorve cerca de dez vezes mais CO2 do que qualquer outra planta. Um só hectare preenchido com Paulownias é suficiente para compensar cerca de 30 toneladas de CO2 por ano, o equivalente às emissões produzidas por 30 veículos durante o mesmo período de tempo. Não havia, por isso, melhor símbolo para esta ideia inovadora da marca italiana.

Como funciona?

O funcionamento é muito simples: basta conduzir o seu Fiat 500 elétrico. O sistema recorre ao conceito de nuvem (cloud) para armazenar todos os dados, que são recolhidos de forma automática, pelo que o condutor não precisa fazer qualquer tarefa adicional. As KiriCoins são depois acumuladas durante a condução e armazenadas numa carteira virtual através da aplicação da Fiat, que está sempre conectada.

Simplesmente conduzindo o Novo 500, conectado e equipado com o novo sistema de infoentretenimento, pode-se acumular KiriCoins numa carteira virtual mostrada na app Fiat. São carregados, na nuvem Kiri, dados de condução, como distância e velocidade, que são automaticamente convertidos em KiriCoins, usando um algoritmo desenvolvido pela Kiri. O resultado é descarregado diretamente para o smartphone do utilizador.

Gabriele Catacchio, diretor do programa e-Mobility da Stellantis

Numa condução em cidade, um quilómetro equivale a cerca de uma KiriCoin, sendo que cada KiriCoin corresponde a dois cêntimos de euro. Assim, com uma quilometragem anual em cidade a rondar os 10 000 km, é possível acumular o equivalente a 150 euros.

Fiat 500 La PrimaOnde podemos usar as KiriCoins?

Como seria de esperar, este dinheiro digital acumulado não poderá ser convertido em euros e usado nas compras do dia a dia. Mas poderá usá-lo para comprar produtos “num marketplace específico respeitador do ambiente, formado por empresas do mundo da moda, dos acessórios e do design, todas com uma fervorosa crença na sustentabilidade”.

VEJA TAMBÉM: O novo Fiat 500 já tem preços para Portugal. Fica a conhecê-los

Haverá ainda prémios para os condutores mais ecológicos que registarem o “eco:Score” mais elevado. Este nível pontua o respetivo estilo de condução numa escala de 0 a 100 e ajuda a otimizar o consumo de energia em tempo real. Os clientes dos principais mercados europeus com mais elevada pontuação terão acesso a ofertas adicionais de grandes empresas parceiras, como a Amazon, Apple, Netflix, Spotify Premium e Zalando.

Sabe responder a esta?
Qual a potência do Daihatsu Charade GTti?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lembras-te deste? Daihatsu Charade GTti, o mil mais temido

Mais artigos em Notícias