Inspeção Periódica Obrigatória

Inspeção automóvel. Quando tem de ser feita e o que é verificado?

A inspeção automóvel é uma realidade para todos aqueles que têm carros mais antigos. Mas em que é que consiste realmente?

Recentemente, a inspeção automóvel foi notícia por se ter tornado mais exigente, com itens como a alteração do número de quilómetros entre inspeções e o cumprimento das operações de recall a passarem a ser fiscalizados.

Mas, afinal de contas o que é verificado e quando é que temos de realizar a inspeção automóvel?

Porque razão pagamos, a partir de certa altura, 31,49  euros anualmente para vermos o nosso carro ser “colocado à prova”?

VEJA TAMBÉM: O meu carro chumbou na inspeção automóvel. E agora?
União Europeia emissões
O teste de emissões é um dos mais temidos por quem tem automóveis com motor Diesel.

Quando é que é feita?

Destinada a confirmar a manutenção das boas condições de funcionamento dos veículos, o momento em que um carro tem de começar a ir à inspeção depende do tipo de veículo — ligeiro de passageiros ou de mercadorias — de que falamos.

No caso dos ligeiros de passageiros, a primeira inspeção chega quatro anos após a data da primeira matrícula, passando depois a ser realizada de dois em dois anos, sendo que, oito anos após a primeira matrícula, passa a ser realizada anualmente.

Já nos ligeiros de mercadorias, a exigência é ainda maior. A primeira inspeção ocorre ao fim de apenas dois anos sobre a primeira matrícula, passando depois a ser feita anualmente.

Por fim, há ainda a ressalvar um facto: o automóvel deve ser sujeito à inspeção obrigatória até ao dia e mês do registo da matrícula, podendo esta ser realizada durante os 3 meses que antecedem essa data.

VEJA TAMBÉM: Passei sem querer na Via Verde. E agora?

O que é verificado?

São vários os itens verificados no decorrer da inspeção automóvel:

  1. Identificação do veículo (matrícula, número de chassis, etc);
  2. Sistema de iluminação (alinhamento dos faróis, funcionamento correto das luzes, etc);
  3. Visibilidade (vidros, espelhos, limpa para-brisas, etc);
  4. Suspensão, eixos e pneus;
  5. Sistema de travagem (eficácia dos travões de mão e pé);
  6. Alinhamento de direção;
  7. Emissão de CO2: sistema de escape;
  8. Verificação do estado do chassis e carroçaria;
  9. Equipamentos obrigatórios (triângulo, colete refletor);
  10. Outros equipamentos (bancos, cintos, buzina, etc);
  11. Perda de fluidos (óleo, líquidos de refrigeração, combustível).
Pneus inspeção
Os pneus são um dos itens verificados na inspeção periódica obrigatória.
A NÃO PERDER: Andar de bicicleta em Portugal. Tudo o que precisa saber

Que documentos são necessários?

Para realizar a inspeção automóvel só são precisos dois documentos: o Documento Único Automóvel (ou os velhinhos livrete e título de registo de propriedade) e a ficha da última inspeção (exceto na primeira inspeção).

Por fim, caso se faça a inspeção automóvel fora do prazo estipulado, a data válida para fazer a próxima inspeção é a data original, (a da matrícula do carro), não se contando um ano da data em que se realizou a inspeção “fora do prazo”.

Circular com um automóvel sem a inspeção periódica obrigatória pode levar a uma coima de entre 250 e 1250 euros.

Sabe responder a esta?
Qual foi o primeiro modelo a recorrer a um motor Diesel de injeção direta?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Mais artigos em Autopédia