Tecnologia

Nissan e 4R Energy juntas para dar “nova vida” às baterias dos elétricos

A Nissan quer dar uma "segunda vida" às baterias dos seus modelos elétricos. Por isso mesmo, em conjunto com a 4R Energy, vai reutilizá-las e reciclá-las.

A reciclagem das baterias dos automóveis continua a ser um desafio e por isso mesmo a Nissan associou-se à 4R Energy para “atacar” este problema.

Nascida uns meses antes de o primeiro Nissan Leaf surgir no mercado (em dezembro de 2010), a 4R Energy Corp. é o resultado de uma parceria entre a Nissan e a Sumitomo Corp.

O objetivo desta parceria? Desenvolver a tecnologia e a infraestrutura para reformular, reciclar, revender e reutilizar as baterias dos automóveis elétricos Nissan para fornecerem energia a outras coisas.

VÊ TAMBÉM: Expetativas. O Ariya pode vir a ser o elétrico mais vendido da Nissan
Reciclagem baterias Nissan

Agora, depois de vários anos à espera que as baterias dos Nissan Leaf começassem a “pedir reforma”, ou seja, em que atingiram realmente o fim da sua vida útil, a 4R Energy está agora pronta para as processar.

Como funciona?

Quando as baterias em fim de vida chegam à fábrica da 4R Energy estas são avaliadas, sendo-lhes atribuída uma classificação de “A” a “C”. As baterias que recebem a classificação “A” podem ser reutilizados em novas unidades de bateria de alto desempenho de novos automóveis elétricos.

Já uma classificação “B” significa que as baterias estão capazes de ser utilizadas em maquinaria industrial (como empilhadores) e para armazenamento de energia estacionário em grande escala. Nestes casos, estas baterias podem capturar a eletricidade excedente gerada durante o dia por painéis solares e depois fornecê-la durante a noite.

Reciclagem baterias Nissan
É na fábrica da 4R Energy que as baterias são avaliadas.

Por fim, as baterias que recebem uma classificação “C” podem ser utilizadas, por exemplo, em unidades que fornecem energia auxiliar quando ocorrem falhas da rede elétrica. Segundo os engenheiros da 4R Energy, as baterias recuperadas têm uma vida útil de 10 a 15 anos.

A NÃO PERDER: Onde vamos buscar matérias-primas para fazer tantas baterias? Resposta pode estar no fundo dos oceanos

Um conjunto de oportunidades

Uma das ideias por trás deste processo de reutilização, reformulação, revenda e reciclagem das baterias é também ajudar a diminuir ainda mais o custo total de propriedade dos automóveis elétricos. Como? Permitindo aos proprietários a obtenção de um valor mais elevado pela bateria no final de vida do veículo, por ser ainda um recurso significativo.

Um dos melhores exemplos deste processo de encontrar uma segunda vida para as baterias levado a cabo pela 4R Energy é o facto de em Yumeshima, uma ilha artificial no Japão, haver já uma central solar que utiliza 16 baterias de automóveis elétricos para fazer face às flutuações de produção de energia.

Reciclagem baterias Nissan
VÊ TAMBÉM: Preço do pack de baterias dos carros elétricos caiu 89% em dez anos

 

Sabe responder a esta?
Qual era a cilindrada do Nissan Sunny GTi-R?

Mais artigos em Notícias