Mercado

Aconteceu o que já se esperava: o mercado europeu caiu 23,7% em 2020

O mercado europeu de ligeiros de passageiros novos caiu 23,7% em 2020. Na Europa o pódio foi ocupado pela Volkswagen, Renault e Peugeot.

Era expectável e aconteceu: o mercado europeu de ligeiros de passageiros novos caiu 23,7% em 2020.

A ACEA — Associação Europeia dos Construtores já tinha avisado, em junho, que o mercado automóvel europeu poderia recuar 25% em 2020.

As medidas de luta contra a pandemia aplicadas pelos diversos Governos, incluindo os confinamentos impostos, tiveram um impacto sem precedentes na venda de carros novos na União Europeia.

VÊ TAMBÉM: Portugal. Renault, Peugeot e Mercedes repetem em 2020 o pódio de vendas de 2019
Renault Clio Eco Hibrido © Thomas van Esveld / Razão Automóvel

Mercado automóvel na UE

A ACEA vai mais longe e diz que 2020 viu a maior queda anual na procura de ligeiros de passageiros novos desde que começou a registar os volumes — foram registados menos 3 086 439 ligeiros de passageiros em comparação com 2019.

Todos os 27 mercados da União Europeia registaram quedas de dois dígitos em 2020. Entre os principais países fabricantes de automóveis — e maiores compradores de carros —, Espanha foi o país com a queda acumulada mais acentuada (-32,2%).

A esta seguiu-se a Itália (-27,9%) e a França (-25,5%). A Alemanha apresentou também uma queda pronunciada de -19,1% nas matrículas.

Quanto às marcas automóveis, eis as 15 mais matriculadas durante o ano que passou:


Consulta a Fleet Magazine para mais artigos sobre o mercado automóvel.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançada a primeira geração do Porsche Boxster?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Porsche Boxster faz 25 anos e ganha edição especial e limitada

Mais artigos em Notícias