Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Mercado

Linda Jackson. A Peugeot tem uma nova diretora geral

Linda Jackson, a executiva britânica de 61 anos, é a nova diretora geral (CEO) da marca francesa Peugeot, função que assumiu desde o passado dia 20 de janeiro.

Com a conclusão da fusão do Groupe PSA com a FCA, que deu origem ao novo grupo automóvel Stellantis, começa a “dança das cadeiras”, que é como quem diz, vão haver novas caras à frente de várias das 14 marcas automóveis que fazem parte do novo grupo. Um desses casos é o de Linda Jackson, que assume o lugar de diretora geral da marca Peugeot.

Linda Jackson assume a função antes ocupada por Jean-Philippe Imparato, que está de partida da Peugeot para assumir a direção da Alfa Romeo.

A nova diretora geral da Peugeot não é, no entanto, estranha à função em estar à frente de uma marca automóvel. Se o seu nome soa familiar é porque foi ela quem liderou a Citroën de 2014 até ao final de 2019, tendo sido a ela a responsável pelo reposicionamento e crescimento comercial da histórica marca francesa.

VÊ TAMBÉM: Lancia como marca premium? É o que diz a Stellantis
Peugeot 3008 Hybrid4 © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

A carreira de Linda Jackson no Groupe PSA começa, porém, mais atrás, em 2005. Começou como diretora financeira da Citroën no Reino Unido, assumindo a mesma função durante 2009 e 2010 na Citroën França, sendo promovida, nesse mesmo ano, a diretora geral da Citroën do Reino Unido e Irlanda, antes de assumir os destinos da marca francesa em 2014.

Antes da entrada no Groupe PSA, Linda Jackson já detinha uma vasta experiência profissional na indústria automóvel, aliás, toda a sua carreira profissional foi passada nesta indústria desde que tirou um MBA (Master of Business Administration) na Universidade de Warwick. Foram vários os cargos na área financeira e comercial que ela ocupou nas marcas Jaguar, Land Rover e nos (extintos) Rover Group e MG Rover Group, antes de entrar no grupo francês.

De notar ainda que, em 2020, foi nomeada para liderar o desenvolvimento do portefólio de marcas de volume do Groupe PSA, para melhor definir e diferenciar o posicionamento dessas marcas — agora com 14 marcas debaixo do mesmo teto, é uma função que parece continuar a fazer todo o sentido em existir na Stellantis.

Sabe responder a esta?
Qual a potência do novo Volkswagen Golf GTI (2021)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Novo Volkswagen Golf GTI (245 cv) em vídeo. Continua a ser uma referência?

Mais artigos em Notícias