Apresentação

Ferrari 488 GT Modificata. O novo “brinquedo” da Ferrari para as pistas

Exclusivamente para as pistas, o Ferrari 488 GT Modificata aplica tecnologias desenvolvidas para os 488 GT3 e 488 GTE. Fica a conhecê-lo melhor.

A Ferrari anda especialmente atarefada e depois de nos ter dado a conhecer há umas semanas o SF90 Spider, agora a marca de Maranello revelou o Ferrari 488 GT Modificata.

Exclusivamente concebido para ser usado em pista, este incorpora tecnologias desenvolvidas para os 488 GT3 e 488 GTE, de competição, e poderá ser usado não só em track days como em eventos do Ferrari Club Competizioni GT.

Com produção limitada (se bem que não se saiba quantas unidades serão produzidas), o 488 GT Modificata será inicialmente vendido a clientes que tenham participado recentemente no Competizioni GT ou no Club Competizioni GT.

VÊ TAMBÉM: Sbarro Super Eight. Se a Ferrari fizesse um «hot hatch» que sonhava ser um Grupo B
Ferrari 488 GT Modificata

O que traz de novo?

Uma espécie de mistura entre o 488 GT3 e o 488 GTE que combina as mais eficazes e eficientes soluções usadas por cada um deles, o 488 GT Modificata é praticamente todo feito em fibra de carbono, sendo a exceção o tejadilho em alumínio.

Com um sistema de travagem desenvolvido em colaboração com a Brembo, o Ferrari 488 GT Modificata conta ainda com um sistema de ABS idêntico ao do 488 GT3 Evo de 2020, se bem que com uma afinação específica.

Quanto à mecânica, este recorre a um V8 biturbo com cerca de 700 cv (um valor superior ao oferecido pelos 488 GT3 e GTE). Para garantir que o aumento de potência e binário não prejudica a transmissão, esta não só recebeu novas relações de caixa como uma embraiagem em fibra de carbono.

VÊ TAMBÉM: Duelo de gerações: Ferrari F40 enfrenta McLaren P1

Já no campo da aerodinâmica o objetivo passou por enviar a maior pressão para a secção central do carro, permitindo assim melhorar a downforce na dianteira sem causar mais arrasto. Segundo a Ferrari, a 230 km/h o valor de downforce gerada ascende a mais de 1000 kg.

Por fim, de série, o Ferrari 488 GT Modificata oferece uma V-Box que trabalha com o sistema de telemetria da Bosch, um segundo banco, câmara traseira e sistemas que permitem monitorizar a pressão e temperatura dos pneus.

Sabes responder a esta?
O que é que o Ferrari 550 Maranello e o Honda Integra Type R tinham em comum?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Ferrari 550 Maranello e Honda Integra Type R. Nada em comum, certo?

Mais artigos em Notícias