Apresentação

O Bentley Flying Spur recebeu um V8 e ficou mais leve

Até agora só disponível com um W12, o Bentley Flying Spur viu agora a sua gama de motorizações crescer com a chegada de um novo V8.

Revelado há cerca de um ano e depois de até já o termos testado com o motor W12, o Bentley Flying Spur viu agora a sua gama de motorizações ser ampliada.

O novo motor que vem equipar o Flying Spur é o mesmo V8 biturbo com 4.0 l que já vimos no Continental GT. Isto significa que esta nova versão do Bentley Flying Spur conta com 550 cv e 770 Nm.

Cerca de 100 kg mais leve que os Flying Spur com motor W12 — lastro retirado, sobretudo, sobre o eixo dianteiro —, esta versão cumpre os 0 aos 100 km/h em apenas 4,1s e alcança os 318 km/h.

VÊ TAMBÉM: Sabes quanto custa esta miniatura do Bentley Continental GT?
Bentley Flying Spur

Desativação de cilindros ajuda a poupar

Com o objetivo de reduzir os consumos (e as emissões), o Bentley Flying Spur V8 conta com um sistema de desativação de cilindros capaz de desligar quatro dos oito cilindros em apenas 20 milissegundos.

A desativação dos cilindros ocorre sempre que as rotações estão abaixo das 3000 rpm e a “exigência” de binário não vai além dos 235 Nm.

Quanto à componente dinâmica, além de a redução de peso dar uma ajuda o Flying Spur V8 continua a contar com sistemas como a suspensão a ar e a vetorização de binário de série, sendo que, como opcional, pode contar com direção às quatro rodas ou as barras estabilizadoras ativas graças ao sistema elétrico de 48 V.

VÊ TAMBÉM: CEO da Bentley: “A atual tecnologia das baterias não nos serve, (e) vejo mais futuro para um segundo SUV…”

Praticamente igual aos restantes Flying Spur, a versão V8 destaca-se pelos logótipos “V8” e pelas quatro saídas de escape. Com as encomendas já abertas, o Bentley Flying Spur tem a entrega das primeiras unidades prevista para o final do ano. Apesar disso o seu preço ainda não foi divulgado.

Sabes responder a esta?
Qual era a potência do Lotus Omega?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

O Lotus Omega consegue dar mais de 300 km/h… mas tem truque

Mais artigos em Notícias