Revelação

DE DOIDOS! Bugatti Bolide: 1850 cv, 1240 kg, apenas 0,67 kg/cv

A Bugatti está a esticar as fronteiras até onde pode ir em quatro rodas. O Bugatti Bolide é um concept hiperdesportivo, tem 1850 cv e pesa menos de 1300 kg.

Como se um Veyron ou as versões dramáticas do Chiron não fossem suficientes tirar o fôlego a qualquer um de nós, surge agora este devidamente apelidado Bugatti Bolide.

Os responsáveis por este audacioso projeto da Bugatti fizeram por descartar tudo o que não tivesse que estar necessariamente nesta peça única de 4,76 m de comprimento e a equipa de design em torno de Achim Anscheidt foi autorizada a dar rédea solta aos seus próprios sonhos.

O resultado é este sensacional “hiper-atleta”, cujos 1850 cv e peso inferior a 1,3 toneladas (1240 kg a seco) significam uma relação peso/potência de 0,67 kg/cv. A velocidade máxima deste canhão despido supera os 500 km/h (!), enquanto o binário máximo ascende a 1850 Nm — logo ali às 2000 rpm —, suficientes para assegurar valores de aceleração do outro mundo.

VÊ TAMBÉM: Grupo Volkswagen. Que futuro para a Bugatti, Lamborghini e Ducati?

"Perguntámo-nos como poderíamos representar o potente motor W16 como um símbolo técnico da nossa marca na sua forma mais pura – pouco mais do que quatro rodas, motor, caixa de velocidades, volante e dois únicos luxuosos bancos. Foi importante cortar tudo o que não fosse estritamente necessário para o tornar o mais leve possível e o resultado foi este Bugatti Bolide tão especial, a bordo do qual cada viagem se poderia parecer a um tiro de bala de canhão”.

Stephan Winkelmann, presidente da Bugatti

Os engenheiros da marca francesa foram capazes de calcular um pouco mais além e de forma mais criativa do que o normal. Com que rapidez o Bugatti Bolide seria capaz de rodar nos circuitos de velocidade mais famosos do mundo? Para uma volta no circuito de La Sarthe, em Le Mans, precisaria de 3min07,1s e uma volta no Nordschleife de Nürburgring não tardaria mais de 5min23,1s.

“O Bolide é a resposta definitiva para a questão de se a Bugatti seria capaz de construir um hiper-desportivo adequado para as pistas e que respeitasse todos os requisitos de segurança da Federação Internacional do Automóvel (FIA). Projetado em torno do sistema de propulsão W16, com um mínimo de carroçaria à sua volta e prestações inacreditáveis​​”, explica o diretor de desenvolvimento técnico Stefan Ellrott, para quem este projeto “também atua como um transportador de conhecimento inovador para tecnologias futuras”.

Bugatti Bolide

Que… bólide!

Embora seja um jogo de reflexão dentro e fora da pista, apesar da subtileza técnica, o design do coupé é muito mais real. Tração às quatro rodas, motor turbo W16 de oito litros com caixa automática de dupla embraiagem de sete velocidades e duas bacquets de corrida, a Bugatti criou uma exclusiva monocoque de carbono com a mais elevada rigidez.

A rigidez das fibras utilizadas é de 6750 N/mm2 (Newtons por milímetro quadrado), a da fibra individual é de 350 000 N/mm2, valores que são mais comuns… em naves espaciais.

A mudança do revestimento externo no teto, com otimização ativa de fluxo, é particularmente impressionante. Quando se conduz devagar, a superfície da cobertura permanece lisa; mas quando se acelera a fundo forma-se um campo de bolhas para reduzir a resistência ao ar em 10% e garantir 17% menos de sustentação, ao mesmo tempo que o fluxo de ar que chega à asa traseira é otimizado.

A 320 km/h, a força descendente na asa traseira é de 1800 kg e de 800 kg na asa dianteira. A proporção de partes visíveis de carbono aumentou cerca de 60% em comparação com o que é habitual na Bugatti e apenas 40% das superfícies são pintadas, em French Racing Blue, claro.

O Bugatti Bolide tem apenas um metro de altura, tal como o histórico Bugatti Type 35, e é 30 centímetros mais baixo que o atual Chiron. Entramos e saímos como num carro de corrida LMP1 abrindo as portas e deslizando sobre a soleira para dentro ou para fora da bacquet.

Equipamentos como o sistema de extinção de incêndio, reboque, reabastecimento sob pressão com bolsa de combustível, rodas com porca central, janelas de policarbonato e sistema de cinto de segurança de seis pontos estão de acordo com os regulamentos de Le Mans. Quererá a Bugatti dar uma visão de um possível carro para Le Mans com o Bolide? Provavelmente não, porque em 2022 é feita a estreia de modelos híbridos na corrida de resistência mais famosa do mundo e infelizmente com uma cilindrada gigantesca de oito litros e 16 cilindros não sobra espaço para qualquer sistema de propulsão híbrida.

Bugatti Bolide

Mas de vez em quando ainda nos deve ser permitido sonhar.

VÊ TAMBÉM: Não imaginas onde é que os dois primeiros Bugatti Divo se encontraram

Especificações técnicas

Bugatti Bolide
MOTOR
Arquitetura 16 cilindros em W
Posicionamento Central traseira longitudinal
Capacidade 7993 cm3
Distribuição 4 válv./cil., 64 válvulas
Alimentação 4 turbocompressores
Potência* 1850 cv às 7000 rpm*
Binário 1850 Nm entre 2000-7025 rpm
TRANSMISSÃO
Tração Quatro rodas: diferencial dianteiro autoblocante longitudinal; diferencial traseiro autoblocante transversal
Caixa de Velocidades Automática de 7 vel., Dupla embraiagem
CHASSIS
Suspensão FR: Duplos triângulos sobrepostos, Ligação pushrod com conjunto mola/amortecedor horizontal; TR: Duplos triângulos sobrepostos, ligação pushrod com conjunto mola/amortecedor vertical
Travões Carbono-Cerâmica, com 6 êmbolos por roda. FR: 380 mm de diâmetro; TR: 370 mm de diâmetro.
Pneus FR: Michelin slicks 30/68 R18; TR: Michelin slicks 37/71 R18.
Jantes Magnésio forjado de 18″
DIMENSÕES e CAPACIDADES
Comp. x Larg. x Alt. 4,756 m x 1,998 m x 0,995 m
Entre eixos 2,75 m
Distância ao solo 75 mm
Peso 1240 kg (seco)
Relação peso/potência 0,67 kg/cv
PRESTAÇÕES (simuladas)
Velocidade máxima +500 km/h
0-100 km/h 2,17s
0-200 km/h 4,36s
0-300 km/h 7,37s
0-400 km/h 12,08s
0-500 km/h 20,16s
0-400-0 km/h 24,14s
0-500-0 km/h 33,62s
Acel. Transversal Máx. 2,8g
Volta a Le Mans 3min07,1s
Volta a Nürburgring 5min23,1s
Aerodinâmica Cd.A** Config. máx. Downforce: 1,31; Config. vel. máx.: 0,54.

* Potência alcançada com gasolina 110 octanas. Com gasolina 98 octanas, potência é de 1600 cv.
** Coeficiente de resistência aerodinâmica multiplicado por área frontal.

Bugatti Bolide
Autores: Joaquim Oliveira/Press-Inform.

Mais artigos em Notícias