Indústria

Stefano Domenicali deixa a Lamborghini para assumir o cargo de CEO da F1

O atual Presidente e CEO da Lamborghini, Stefano Domenicali vai deixar a marca italiana para assumir o cargo de CEO da F1.

Chefe da equipa de F1 da Ferrari entre 2008 e 2014, Stefano Domenicali prepara-se para regressar à disciplina rainha do desporto automóvel, desta vez como CEO da Fórmula 1.

Para o fazer, Stefano Domenicali vai abandonar os cargos de Presidente e CEO da Lamborghini, que ocupava desde 2016, ano em que se mudou da Audi (onde estava desde 2014) para a marca italiana.

Durante o período em que esteve à frente dos destinos da marca de Sant’Agata Bolognese, a empresa atravessou um considerável período de transformação.

VÊ TAMBÉM: Agora a Lamborghini também tem uma… bicicleta
Stefano Domenicali

Senão vejamos: além de nesse período ter lançado o Urus, a Lamborghini contratou mais de 700 funcionários e viu as suas vendas a nível global duplicarem, tendo mesmo em 2019 alcançado um recorde de vendas, com 8205 unidades comercializadas.

Um “regresso a casa”

Acerca desta mudança, Domenicali afirmou: “a Fórmula 1 sempre foi parte da minha vida”, acrescentando, “os últimos seis anos na Audi e na Lamborghini deram-me uma perspetiva mais ampla e uma maior experiência que agora vou trazer para a Fórmula 1”.

Na Fórmula 1, Stefano Domenicali vai trabalhar em conjunto com o antigo diretor técnico da Ferrari Ross Brawn que assume hoje as funções de diretor desportivo da Fórmula 1.

Domenicali deverá entrar em funções em janeiro de 2021, assumindo o lugar que Chase Carey ocupa desde 2017. Para já, a Lamborghini ainda não indicou quem será o sucessor do executivo italiano.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o Lamborghini LM002?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lamborghini LM002. O «touro indomável» de Sant’Agata Bolognese

Mais artigos em Notícias