Antevisão

Skoda Enyaq iV. Novo SUV elétrico é também o mais potente Skoda de sempre

O Skoda Enyaq iV não será apenas o primeiro modelo elétrico de raíz da marca checa, mas também o mais potente da sua história. Para já, vimo-lo camuflado.

Depois de há uns meses termos ficado a saber como se ia chamar o primeiro SUV elétrico da Skoda, hoje trazemos-te as primeiras “fotos-espia” do futuro Skoda Enyaq iV.

Desenvolvido com base na plataforma MEB (a mesma do ID.3), as características desta garantem ao Enyaq iV um protagonismo acrescido na Skoda. Primeiro, marca o regresso da marca checa aos modelos de tração traseira — algo que não acontecia desde 1990. Segundo, a versão mais potente do Enyaq, com 306 cv, garantem-lhe o título do Skoda mais potente de sempre.

A forte camuflagem com que surgem os protótipos fotografados não permite adivinhar a aparência final, mas em relação às proporções temos uma ideia mais clara. Também já sabemos que o Enyaq iV vai medir 4648 mm de comprimento, 1877 mm, 1618 mm de altura e  2765 mm de distância entre eixos e contar com uma bagageira com 585 litros — fica algures entre o Karoq e o Kodiaq.

VÊ TAMBÉM: Entrevistámos Bernhard Maier, o CEO da Skoda: “Haverá vida para lá do covid-19”
Skoda Enyaq iV

Os números do Skoda Enyaq iV

Se a aparência do Enyaq iV continua a ser em grande parte uma incógnita, tal não acontece com os seus dados técnicos. No total, o Skoda Enyaq iV vai estar disponível em cinco variantes diferentes.

Os Enyaq iV 50, Enyaq iV 60 e Enyaq iV 80 vão contar apenas com um motor nas rodas traseiras. Já o Enyaq iV 80x e o Enyaq iV vRS vão ter também um motor elétrico acoplado às rodas dianteiras, garantindo tração às quatro rodas.

Os números que acompanham as designações — 50, 60 e 80 — referem-se à capacidade (aproximada) das baterias que os equipam. Assim, no Enyaq iV 50, a bateria tem 55 kWh (52 kWh de capacidade útil) e alimenta um motor com 109 kW (148 cv) de potência, permitindo uma autonomia de cerca de 340 km.

No Enyaq iV 60 a capacidade da bateria sobe para os 62 kWh (58 kWh úteis), a potência para os 132 kW (179 cv) e a autonomia para os cerca de 390 km.

Por fim, o Enyaq iV 80, o mais potente com tração traseira, conta com uma bateria com 82 kWh de capacidade (77 kWh úteis) e 150 kW (204 cv), sendo capaz de percorrer até 500 km entre carregamentos.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Skoda Karoq Sportline 2.0 TDI. O mais apetecível dos Karoq?
Skoda Enyaq iV
A solução dos faróis duplos já usada em vários Skoda parece que também vai ser usada pelo Enyaq iV.

Já no que diz respeito às versões com dois motores, o Enyaq 80x e o Enyaq RS, ambas vão contar com uma bateria com 82 kWh de capacidade (77 kWh úteis) e 460 km de autonomia. Serão também os mais potentes dos Enyaq. O 80x terá 195 kW (265 cv) e o RS promete 225 kW (306 cv), tornando-se, desde já, no Skoda de produção mais potente de sempre.

Três modos de carregamento

No total, o Skoda Enyaq iV poderá ser recarragado de três formas diferentes. Para além de poder ser carregado numa tomada doméstica de 2,3 kW, poderá também ser carregado numa wallbox de 11 kW (o processo demora entre seis e oito horas consoante a dimensão da bateria).

VÊ TAMBÉM: Testámos o Skoda Scala. TDI ou TSI, eis a questão
Skoda Enyaq iV

Por fim, o Enyaq iV poderá também ser carregado num posto de carregamento rápido de 125 kW. Neste caso, é possível recarregar entre 10 e 80% da bateria em apenas 40 minutos.

O primeiro elétrico concebido de raíz para o ser da Skoda será lançado ainda este ano.


A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Sabes responder a esta?
Em que ano é que a Skoda revelou o protótipo Tudor?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Nada está a salvo. Skoda Tudor, o protótipo que até seria roubado

Mais artigos em Notícias