Arranque a Frio

No Japão, o Suzuki Jimny tem direito a um museu só para ele

Ficámos agradavelmente surpreendidos com esta "descoberta". No Japão há um museu dedicado apenas e só ao pequeno Suzuki Jimny.

Após a (triste) notícia de que o Suzuki Jimny vai deixar de ser comercializado na Europa durante este ano devido às contas das emissões de CO2, “tropeçámos” neste monumento dedicado à sua história.

Abriu as portas em agosto de 2018, na localidade de Yoda (nada a ver com o mestre Jedi), Fujisawa, e concentra nos seus 660 m2 e dois andares, toda a história do Jimny contada com muitos modelos expostos, desde a primeira geração até à atual. E sem esquecer o modelo que esteve na origem do primeiro Jimny, o raro HopeStar Type ON 4WD.

Curiosamente este museu não é da Suzuki. É sim obra de um homem, Shigeru Onoue (72 anos),  um enorme fã do pequeno todo o terreno — comprou o seu primeiro Jimny em 1981 —, e também proprietário da Apio, uma empresa que se dedica a criar acessórios para — já adivinharam — o Suzuki Jimny.

O Japão está muito longe, pelo que deixamos um pequeno filme que nos deixa ver um pouco do que podemos encontrar por lá, e só peca por, infelizmente, não ter legendas (é em japonês).

Fontes: Japanese Nostalgic Car, Trip Advisor.

A NÃO PERDER: Ao volante do novo Suzuki Jimny SZ5 (2019). Ainda é um puro e duro?

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Mais artigos em Notícias