Eventos

Coronavírus. Salão de Genebra prepara-se e o GP da China foi adiado

Os efeitos do coronavírus continuam a fazer-se sentir. O Salão de Genebra já reforçou o plano de higiene e segurança e até a Fórmula 1 já foi afetada.

Depois de te termos dado a conhecer os efeitos do coronavírus na indústria automóvel, hoje chegam-nos informações que dão conta de que a organização do Salão de Genebra decidiu reforçar o plano de higiene e segurança devido ao surto que tem feito manchetes em todo o mundo.

De acordo com as informações disponíveis no site da Palexpo (o local onde se realiza o Salão de Genebra), este reforço do plano de higiene e segurança vai traduzir-se não só num incremento das ações de limpeza e desinfeção do espaço como em campanhas de sensibilização junto dos visitantes e do staff do evento.

A Mobile World Congress foi cancelada

A decisão de reforçar o plano de higiene e segurança do Salão de Genebra surge no mesmo dia em que a Mobile World Congress, que iria decorrer em Barcelona daqui a duas semanas, foi cancelada. O cancelamento surgiu depois de várias empresas terem revelado que não iriam estar presentes devido ao receio de propagação do coronavírus.

VÊ TAMBÉM: Se há Porsche 718 Boxster e Cayman podemos agradecer à… China?!

Acerca deste cancelamento, Laura Manon, porta-voz do Salão de Genebra, afirmou que: “as notícias que dão conta do cancelamento da Mobile World Congress são chocantes. Estamos a analisar cuidadosamente a situação e a seguir os conselhos das organizações de saúde pública em relação ao nosso evento”.

Apesar disso, Laura Manon confirmou a realização do Salão de Genebra. “Tendo em conta os dados atuais, o Salão de Genebra vai-se mesmo realizar. No ano passado, menos de 1% dos visitantes vieram de fora da Europa, mas sabemos que a situação do coronavírus está a mudar a cada hora”, referiu.

A NÃO PERDER: A China é o paraíso dos carros elétricos. Porquê?
Salão de Genebra Site oficial do Geneva International Motor Show (GIMS)
Com uma média de 600 mil visitantes, o Salão de Genebra reforçou o plano de higiene e segurança por causa do coronavírus.

E o GP da China adiado

Os efeitos do coronavírus também já se fazem sentir na Fórmula 1. Prova disso é o facto de o GP da China, que se deveria ser a quarta prova do calendário deste ano e se ia realizar no dia 19 de abril, ter sido adiado.

VÊ TAMBÉM: Motores a 2 tempos de regresso? Provavelmente, diz o diretor técnico da Fórmula 1
GP da China
O coronavírus já levou ao adiamento do GP da China deste ano.

A decisão foi anunciada num comunicado emitido pela Fórmula 1 e pela FIA no qual se pode ler: “depois de a Organização Mundial da Saúde ter declarado o coronavírus uma emergência global de saúde, a Fórmula 1 e a FIA adotaram estas medidas para garantir a saúde e a segurança do staff do evento, das equipas e dos fãs”.

O adiamento do GP da China deu-se na sequência de um pedido feito pelos organizadores do evento e pelos responsáveis pelo desporto automóvel na China. Para já ainda não foi definida uma nova data na qual se deverá disputar aquela que é a primeira prova a ser adiada desde 2011, quando o GP do Bahrain foi adiado devido às convulsões sociais que se viviam no país.

Fontes: Car Dealer Magazine, TVI24, Autocar.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançada a primeira geração do Audi A4?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Audi A4. Vencedor do troféu Carro do Ano 1996 em Portugal

Mais artigos em Notícias