Mercado

Renault quer renovar parque automóvel nacional: incentivos ao abate e Via Verde grátis entre as medidas

Depois de ter alcançado o seu 22º ano consecutivo na liderança do mercado nacional, a Renault pretende ajudar a renovar o parque automóvel com o ECO-Plan.

Ao mesmo tempo que comemora 40 anos de presença direta no mercado português, 35 deles na liderança — 22 dos quais são consecutivos —, a Renault deu a conhecer o ECO-Plan, um inédito programa com que pretende ajudar a criar uma mobilidade mais sustentável em Portugal.

Pensado, preferencialmente, para os clientes particulares (mas sem esquecer as empresas), o ECO-Plan subdivide-se em cinco áreas: ECO Abate, Classe Zero, ECO Charge, ECO Tour e ECO Mobility.

Segundo a Renault, o grande objetivo por detrás do ECO-Plan é financiar a renovação do parque automóvel nacional, cuja idade média é de 12-13 anos, contribuindo assim para uma mobilidade mais sustentável e maior segurança nas estradas. Como é que o vai fazer? Nas próximas linhas explicamos-te.

VÊ TAMBÉM: Renault, Peugeot e Mercedes foram as marcas mais vendidas em Portugal em 2019

ECO Abate

Destinado, exclusivamente, a clientes particulares, o plano “ECO Abate” foi desenvolvido pela Renault com o intuito de ajudar a renovar um parque automóvel no qual se estima que 2,5 milhões de automóveis em circulação contem com mais de 12 anos.

Com este plano, a Renault não só pretende contribuir para uma mobilidade mais sustentável como para um aumento da segurança rodoviária e até da economia, permitindo aos consumidores cortar nas faturas de manutenção e até nos consumos.

VÊ TAMBÉM: Testámos o novo Renault Clio. Rei morto, rei posto?
Renault Clio
Entre 2013 e 2019, a quarta geração do Renault Clio foi sempre o modelo mais vendido em Portugal.

Este plano consiste num apoio financeiro à aquisição de automóveis novos, independentemente do modelo ou da motorização. A Renault ressalva ainda que em relação aos elétricos e híbridos, este apoio é acumulável com valores que possam ser dados pelo Estado e com outras campanhas que a marca venha a desenvolver.

Assim, mediante a entrega de uma unidade para retoma com idade igual ou superior a 12 anos (que será retirada de circulação), a Renault vai oferecer:

  • 3000 € na aquisição de um Renault 100% elétrico;
  • 2000 € na aquisição de um Renault híbrido;
  • 1750 € na aquisição de um Renault Diesel;
  • 1250 € na aquisição de um Renault GPL;
  • 1000 € na aquisição de um Renault a gasolina (no Twingo o valor é de 500€).

Já no que diz respeito à Dacia, os incentivos serão os seguintes:

  • 800 € na aquisição de um Dacia a gasolina;
  • 600 € na aquisição de um Dacia GPL;
  • 450 € na aquisição de um Dacia Diesel.
VÊ TAMBÉM: Testámos o Renault Scénic 1.3 tCe: já não é moda, mas ainda tem argumentos?
Renault Captur
Depois de a anterior geração do Captur ter chegado em 2019 ao top-3 de vendas nacional, a nova geração surge no mercado nacional com ambições renovadas.

Classe Zero

Também integrado no ECO-Plan, o plano “Classe Zero” pretende funcionar como um incentivo à mobilidade sustentável.

Assim, para além do apoio de 3000 euros na compra de um Renault Zoe previsto pelo plano “ECO Abate”, com o plano “Classe Zero” a Renault vai oferecer aos seus clientes um dispositivo Via Verde com um carregamento no valor de 200 euros.

VÊ TAMBÉM: Fomos celebrar com a Renault os 40 anos sobre a primeira vitória de um Turbo na F1
Renault Mégane e Renault Mégane Sport Tourer 1.3 TCe 2019

ECO Charge

Como já deves ter percebido, o ECO-Plan da Renault tem um foco considerável em aumentar os incentivos à compra de veículos elétricos. Tendo isso em conta, o plano “ECO Charge” pretende responder a um problema com que muitas vezes os utilizadores de carros elétricos se deparam: a falta de postos de carregamento.

NÃO PERCAS: Já conduzimos o novo Renault Captur em Portugal
Clio lidera há sete anos consecutivos
Com 10 649 unidades vendidas, o Clio foi, pelo sétimo ano consecutivo, o modelo mais vendido em Portugal, isto mesmo tendo em conta que foi o último ano de comercialização da quarta geração.

Assim, com o plano “ECO Charge”, a Renault vai ajudar a reforçar a rede de carregamento de carros elétricos, montando 60 postos de carregamento na sua Rede de Concessionários em todo o país (inclusive nas ilhas).

Apesar de se encontrarem nos concessionários da Renault, estes postos serão de acesso público, oferecendo carga acelerada (22 kW) ou carga rápida (43 kW). Para além disto, a marca francesa vai ainda alargar para 42 o número de Centros Expert Z.E., especializados em venda e assistência de automóveis 100% elétricos e criar um centro de reparação de baterias.

ECO Tour

Outro dos objetivos do ECO-Plan da Renault passa por dissipar as dúvidas e preconceitos que ainda rodeiam a mobilidade elétrica e é aí que vai “entrar em ação” o plano “ECO Tour”.

Para 2020, manter a representatividade da marca Renault no mercado Português e realizar, pelo menos 10% das vendas totais com modelos elétricos e híbridos, são os objetivos que fixámos.

Fabrice Crevola, administrador-delegado da Renault Portugal

Criado com o objetivo de esclarecer e de divulgar a mobilidade elétrica, o “ECO Tour” assenta em duas iniciativas. A primeira consiste na organização de exposições em centros comerciais de 13 cidades do país, já a partir de fevereiro.

VÊ TAMBÉM: Todos os preços do novo Renault Zoe
Renault Zoe
A Renault vai oferecer um dispositivo Via Verde com um carregamento de 200 euros aos clientes particulares que comprarem um Renault Zoe.

A segunda passa pela promoção de seminários para empresas, com as mais variadas entidades ligadas à mobilidade elétrica, parceiros da Renault e proprietários de automóveis elétricos.

VÊ TAMBÉM: A minha primeira vez no Estoril (e logo ao volante de um Renault Mégane R.S. Trophy)

ECO Mobility

Por fim, com o plano “ECO Mobility” a Renault pretende democratizar o acesso aos produtos de aluguer operacional, oferecendo aos clientes particulares as mesmas soluções de mobilidade habitualmente reservadas às empresas.

Assim sendo, os clientes vão poder escolher uma solução de mobilidade que lhes permita usufruir do automóvel sem terem a obrigatoriedade de o comprar no final do contrato.

Sabes responder a esta?
Aos comandos de que carro é que os irmãos Marreau venceram o Paris-Dakar em 1982?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

12 carros que ninguém esperava ver no Rali Dakar

Mais artigos em Notícias