Salão de Tóquio 2019

Novo Honda Jazz revelado em Tóquio será apenas híbrido

O novo Honda Jazz foi revelado no Salão de Tóquio e destaca-se por ser exclusivamente híbrido. Fica a conhecer os primeiros detalhes.

O perfil monovolume do Honda Jazz define-o desde a primeira geração e, apesar de ser um formato que caiu fora das preferências do público nos últimos anos, a Honda manteve-se fiel à silhueta na nova geração do modelo.

O novo Honda Jazz é assim, imediatamente familiar, apesar do restante estilo ser marcadamente diferente do antecessor. Das linhas vincadas e mais agressivas da terceira geração passamos a uma vertente mais minimalista, suave e… simpática — em linha com o que já vimos no elétrico Honda e.

Destaque no seu design para o pilar A — a sua largura é apenas metade da do antecessor. No entanto, a Honda refere que a rigidez torcional é também superior, e o principal benefício será, obviamente, o incremento da visibilidade com o pilar a ser menos intrusivo.

VÊ TAMBÉM: Finalmente revelado! Já conhecemos o novo Toyota Yaris 2020 (c/ vídeo)
Honda Jazz 2020

Apenas híbrido

De momento, a Honda não avançou com dados específicos sobre o seu novo modelo, mas aquilo que já se sabia e agora é confirmado, é que o novo Honda Jazz apenas estará disponível com motorizações híbridas.

Será o primeiro modelo europeu da Honda a estrear a nomenclatura e:HEV (Hybrid Electric Vehicle), que serve também como o primeiro exemplo da e:Technology, a denominação global para as tecnologias de eletrificação da Honda, seja para as duas ou quatro rodas, ou para as tecnologias de gestão de energia.

O sistema híbrido do Jazz é idêntico ao do Honda CR-V, onde temos um motor de combustão e dois motores elétricos (um gerador e outro propulsor), mas, como nos 100% elétricos, destaca-se pela ausência de uma caixa de velocidades, tendo apenas uma relação fixa.

No novo Honda Jazz, não esperem é encontrar o mesmo bloco de 2.0 l que encontramos no CR-V; um motor de menor capacidade (ainda não divulgado) tomará o seu lugar.

Honda Jazz Crosstar

Num mundo infestado de SUV, onde nenhuma tipologia parece estar a salvo, além do Honda Jazz regular teremos também uma declinação com inspiração SUV, o Honda Jazz Crosstar. A receita é conhecida: altura ao solo acrescida e proteções em plástico fazem parte do novo visual. Também apresenta-se com uma grelha de design específico, barras no tejadilho e destaque para o pormenor de vir com estofos impermeáveis.

A NÃO PERDER: Ayrton Senna. O piloto que ajudou o Honda NSX a curvar

Mais alguma coisa?

A Honda promete o interior mais amplo do segmento — como tem sido habitual no Jazz —, e também um nível de conectividade superior: ponto de acesso WiFi, Android Auto e Apple CarPlay, e novo sistema de info-entretenimento que podemos interagir através de um ecrã tátil.

Naturalmente, a segurança não foi esquecida. A Honda equipou o Jazz com uma nova câmara de alta definição, que permite um superior reconhecimento das faixas de rodagem. Esta garante o funcionamento do cruise control adaptativo (ACC), capaz de acompanhar o trânsito a baixas velocidades, e pode aplicar o assistente de manutenção na faixa de rodagem (Lane Keep Assist) em  estradas urbanas e rurais.

O novo Honda Jazz traz ainda um aperfeiçoado Collision Mitigation Brake System (CMBS), capaz de detetar peões e ciclistas mesmo à noite.

Quando chega?

O novo Honda Jazz começará a sua comercialização na Europa no final do primeiro semestre de 2020, ou seja, final da próxima primavera, início do verão.

Por enquanto, podes ver a apresentação em direto do novo Honda Jazz que, além da revelação no Salão de Tóquio, também decorrerá em Amesterdão, na Holanda, a partir das 11h30, na página de Facebook da marca — a Razão Automóvel já aterrou em Amesterdão para assistir ao vivo à revelação.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos