Antevisão

Nova estratégia de produto pode tornar a SEAT mais premium

O Grupo Volkswagen planeia rever a sua estratégia de produto e a SEAT pode ser das marcas mais beneficiadas, tornando-se mais premium e exclusiva.

Com um portefólio de marcas impressionante, o Grupo Volkswagen está apostado em diferenciar mais os produtos de três das suas marcas: a Volkswagen, a Skoda e a SEAT.

A confirmação surgiu pela voz de Michael Jost, diretor de estratégia de produto do Grupo Volkswagen que em entrevista à publicação alemã Automobilwoche declarou “queremos gerir as nossas marcas e a sua identidade com maior clareza”.

Na mesma entrevista, Jost “levantou um pouco o véu” acerca de como poderia ser feita essa diferenciação, afirmando: “A Seat pode, claramente, apresentar carros mais emocionantes, algo de que os modelos CUPRA são exemplo. Já a Skoda pode servir os mercados do leste europeu de uma forma mais dedicada e dedicar-se aos clientes que gostam de funcionalidade e versatilidade”.

VÊ TAMBÉM: Estas 12 marcas já disseram adeus ao Diesel
SEAT Tarraco
Atualmente o papel de topo de gama da SEAT cabe ao Tarraco. Quem sabe se no futuro, um posicionamento mais premium da marca espanhola não fará surgir um modelo acima do SUV de sete lugares?

Ora, face a estas afirmações, o Grupo Volkswagen parece apostado em apontar a Skoda a marcas como a Hyundai, a Kia ou até a Dacia (mais reconhecidas pela relação custo/benefício e focadas em oferecer produtos mais racionais) enquanto a SEAT parece estar na calha para assumir um posicionamento mais premium.

Caso este cenário se venha a confirmar a SEAT poderá vir a tornar-se a resposta do Grupo Volkswagen à Alfa Romeo (ou seja, uma marca premium dedicada a produzir modelos mais “emotivos”), algo que, curiosamente, sempre foi desejado por Ferdinand Piëch.

Ao mesmo tempo, caso este plano avance, o mais provável será vermos a Skoda a assumir o papel de marca de acesso ao universo do Grupo Volkswagen (que até já desempenha), e quiçá até assumir um posicionamento mais low-cost que permita recuperar parte da quota de mercado perdida pelo Grupo Volkswagen na Europa de Leste.

VÊ TAMBÉM: Kamiq. Já conduzimos o “baby-SUV” da Skoda
Skoda história
Sempre associada a modelos práticos e versáteis, a Skoda pode estar prestes a ver o seu posicionamento no mercado descer um pouco para reconquistar parte da quota perdida nos mercados da Europa de Leste.

Segundo Jost, o Grupo Volkswagen está preocupado em assegurar que não há “canibalização” de vendas entre modelos do grupo, algo que o levou a afirmar que o Grupo Volkswagen está a analisar as diversas gamas do grupo em busca de sobreposições desnecessárias, sendo que até a Volkswagen pode ver modelos desaparecer para que estas não ocorram.

Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro modelo da SEAT?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

O primeiro SEAT da história faz 65 anos
Em cheio!!
Vai para a próxima pergunta

ou lê o artigo sobre este tema:

O primeiro SEAT da história faz 65 anos

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos