Indústria

Daimler desiste dos motores de combustão. Porquê?

A Daimler, subsidiária da Mercedes-Benz, anunciou que vai abandonar o desenvolvimento de novos motores de combustão. Quem o diz é Markus Schaefer, diretor de desenvolvimento da Daimler.

ATUALIZAÇÃO (20/09/2019 às 18:14): Comunicado oficial da Daimler AG desmente a notícia avançada pela Auto Motor und Sport.


É o «adeus» da Daimler ao motores de combustão. O anúncio foi feito por Markus Schaefer, diretor de desenvolvimento da Daimler à publicação alemã Auto Motor und Sport.

Segundo este responsável, a prioridade da Daimler, subsidiária da Mercedes-Benz, passa assim a ser o desenvolvimento de tecnologia para a eletrificação do automóvel. Os recursos técnicos e financeiros até agora alocados aos motores de combustão vão ser usados no desenvolvimento de novas tecnologias.

Adeus motores de combustão

Este anúncio significa que a atual geração de motores Mercedes-Benz será a última. É uma decisão definitiva? Não sabemos. Uma coisa é certa: de agora em diante, todos os esforços da Mercedes-Benz estarão concentrados nas propostas elétricas.

Mercedes-AMG M 139

Uma decisão que transforma assim o futuro Mercedes-AMG One, e o novo motor M139 do Mercedes-AMG A45, no «canto do cisne» desta tecnologia para a Mercedes-Benz.

VÊ TAMBÉM Os quatro cilindros mais potentes à venda no mercado (2019)

Mas então… e os Diesel?

É uma decisão corajosa e no mínimo… surpreendente. Ainda há poucas semanas, Ola Källenius, CEO da Mercedes-Benz afirmava o seguinte:

A verdade é que na maioria das situações, os motores Diesel beneficiam de uma economia de utilização de 15% a 20%, e em muitas circunstâncias com emissões de NOx inclusivamente abaixo das anunciadas. Atualmente não há nenhum motivo racional para não comprar um Diesel, se for ao encontro do seu perfil de utilização.

Um adeus muito lento aos motores de combustão

Com esta decisão, a Daimler junta-se à Volkswagen na decisão de abandonar os motores de combustão.

Ainda assim, não esperem efeitos imediatos nesta decisão. No caso da Mercedes-Benz, toda a linha de motores acabou de ser atualizada.

No caso da Volkswagen, o fim dos motores de combustão vislumbra-se apenas para… 2040! Ou seja, daqui por 20 anos. A marca alemã já anunciou que em 2027 lançará a última plataforma destinada a motores de combustão. Portanto, ainda há muita vida pela frente no que aos motores de combustão diz respeito.

Sabes responder a esta?
Em que ano é que a Mercedes-Benz substituiu o 190 pelo Classe C??
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Mercedes-Benz 190 (W201), antecessor do Classe C, celebra 35 anos

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos