Arranque a Frio

Este Suzuki Jimny de 5 portas tem de acontecer

Se a Suzuki já tem dificuldades em dar vazão às encomendas do Jimny atualmente, o que aconteceria se apresentasse este Jimny longo, com cinco portas?

O sucesso global do Suzuki Jimny é inegável. Infelizmente, ainda é uma visão rara nas estradas portuguesas, um problema que advém da produção ainda insuficiente para fazer face à procura que tem conhecido globalmente, limitando severamente o número de unidades que chegam ao nosso país.

E todo este sucesso apesar das conhecidas limitações do mini todo o terreno: apenas três portas e ausência de uma bagageira digna desse nome, com os bancos traseiros ocupados.

Imaginemos, por um momento, que a Suzuki adicionava à gama uma nova carroçaria, mais longa, logo mais espaçosa, e ainda com a versatilidade acrescida de ter cinco portas. É a proposta de Nikita Chuyko, que elaborou estas foto-montagens para a publicação russa Auto Mail. E temos que admitir, não perdeu nenhum do charme do Jimny que já conhecemos.

Bem, caso acontecesse, provavelmente a Suzuki precisaria de uma segunda fábrica para satisfazer toda a procura. Oficialmente, o construtor japonês, declarou por altura da apresentação do Jimny que não pretende adicionar mais variantes, como a pick-up que chegou a fazer parte do Samurai.

TESTE: Ao volante do novo Suzuki Jimny SZ5 (2019). Ainda é um puro e duro?

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Que motor equipava o Daihatsu Charade GTti?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Daihatsu Charade GTti, o mil mais temido

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos