Leilão

Porsche Type 64. Como não leiloar um automóvel

O único e histórico Porsche Type 64 teve o seu leilão no último fim de semana… No entanto, a sua licitação foi uma confusão de proporções épicas.

A importância histórica do Porsche Type 64 é inegável. É o elo em forma automóvel que liga a Volkswagen à Porsche — foi o primeiro automóvel a ostentar a marca Porsche, anos antes da fundação desta em 1949.

Este carro foi usado pessoalmente tanto por Ferdinand Porsche como pelo filho Ferry, tendo servido até como protótipo de testes para o que seria o primeiro modelo da marca, o 356.

Quando foi anunciado que o único sobrevivente dos três Type 64 construídos iria a leilão, como devem imaginar, o interesse gerado foi bastante elevado — algumas estimativas apontavam para valores a rondar os 20 milhões de dólares (pouco mais de 18 milhões de euros).

VÊ TAMBÉM: Type 64. O primeiro a ostentar a marca Porsche vai a leilão
Porsche Type 64

Bem, o leilão da RM Sotheby’s em Monterey, nos Estados Unidos da América, aconteceu no último fim de semana, mas o Porsche Type 64 acabou por não encontrar qualquer comprador e permanece à venda.

Afinal o que se passou?

O que se passou foi talvez uma das maiores gaffes que já se viu neste tipo de eventos “é só fazer as contas…” é uma brincadeira de meninos ao lado desta.

Como referimos, estimava-se que o preço do Type 64 acabasse por rondar os 20 milhões de dólares, mas o anunciante “abre as hostilidades” com um valor de 30 milhões de dólares, valor que é visível para todos os participantes num ecrã no evento.

Um valor surpreendente, que causa até uma reação de espanto na audiência, mas não se ficou por aí. Em pouco mais de um minuto, vemos… e ouvimos o valor subir para os 40 milhões… 50 milhões, subindo até aos 70 milhões de dólares (pouco mais de 63 milhões de euros) — um valor estratosférico, muito superior aos mais de 48 milhões de dólares alcançados o ano passado, neste mesmo evento, por um Ferrari 250 GTO.

A NÃO PERDER: Os 10 automóveis mais caros de sempre, edição 2019

A audiência está estupefacta, mas o que acontece a seguir é puro “golpe de teatro”: o anunciante refere que o devem ter interpretado mal, corrigindo-se. Não era 30 milhões, mas 13 milhões; não era 40 milhões, mas 14 milhões; não era 70 milhões, mas 17 milhões — a confusão é gerada pela proximidade da pronunciação destes valores em inglês. Thirty (30) e thirteen (13); forty (40) e fourteen (14); seventy (70) e seventeen (17).

De acordo com a Bloomberg, fica por saber se foi apenas um engano, um surpreendente engano por uma das leiloeiras mais reputadas no meio; ou uma tentativa de uma piada. Fosse como fosse, como devem imaginar, não caiu nada bem na audiência em geral e nos que licitavam.

Após a correção do erro, mais ninguém licitou, tendo ficado pelos corrigidos 17 milhões de dólares (15,32 milhões de euros). Mesmo assim, o Porsche Type 64 acabou por não ser vendido — a razão mais provável é não ter atingido o preço inicial de reserva, que nunca foi publicamente anunciado.

Toda esta confusão foi captada em vídeo. O anunciante refere seventy (70) ou seventeen (17)?

Fonte: Bloomberg.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o primeiro Porsche 911 GT3?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Porsche 911 GT3, o alvo a abater

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos