Eventos

Mais de 4000 km à descoberta de Marrocos. Chegou ao fim uma aventura inesquecível

A terceira edição do Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos chegou ao fim e com ela terminou o maior dos passeios deste ano do Clube Escape Livre. Nós estivemos lá e enquanto o nosso vídeo não chega, aqui fica um resumo.

Iniciada no dia 25 de abril, a terceira edição do Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos, chegou ao fim no passado dia 5 de maio. Ao longo de 10 dias, a caravana de 22 equipas percorreu mais de 4000 km num evento que terminou sem grandes contratempos e no qual o Clube Escape Livre apresentou um programa totalmente novo.

Este ano, o Clube Escape Livre decidiu levar a caravana do maior dos passeios do seu calendário até ao sul de Marrocos, dando não só a conhecer as paisagens daquela região como a cultura e gentes que por ali habitam.

O primeiro dia do passeio foi reservado para efetuar a viagem até Tânger e visitar a cidade que pretende ser uma das maiores de Marrocos até 2032. Já no segundo dia, a caravana ligou Tânger e Fez, num total de 315 km, num dia que ficou marcado pela visita à cidade de Chefchaouen, conhecida como a cidade azul.

VÊ TAMBÉM: Inscrições abertas para o primeiro Off Road Razão Automóvel
Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos 2019
A Mercedes-Benz Classe X foi a viatura oficial desta edição do Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos.

Ao terceiro dia, chegou a terra

No terceiro dia, o percurso ligou Fez, Khénifra e Bin Ouidane com a caravana a percorrer um total de 400 km sendo feita nesse dia a estreia dos percursos de terra. Houve ainda tempo para visitar a cidade de Ifrane (uma espécie de cidade suíça em Marrocos), para atravessar a Floresta de Cedros na região de Azrou e para admirar a barragem mais alta de África.

Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos
A habitual foto de família da caravana do Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos.

Para o quarto dia ficou reservada a subida ao Médio Atlas num percurso com 174 km que levou a caravana a observar a Catedral de Imsfrane. Já ao final do dia, os participantes do Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos ficaram alojados em duas Kashbah, para que pudessem conhecer melhor os hábitos e cultura marroquinos.

No quinto dia do Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos o percurso de 110 km levou a caravana até aos três mil metros de altitude do Alto Atlas, tendo os participantes tido ainda a oportunidade de percorrer as pistas do “Vallée des Roses”, em tons castanhos e rosa.

Já no sexto dia da expedição, foram percorridos cerca de 280 km pelas 22 equipas que integraram o passeio do Clube Escape Livre, sendo que 90 desses quilómetros foram em estradas de terra. A caravana pôde atravessar a montanha Jbel Saharo a mais de 2700 m de altitude, almoçar na aldeia de Agoudal e ainda visitar as gargantas do Todra.

Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos
O convívio entre os participantes e as populações locais foi um dos pontos altos do Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos.

Este é um passeio tão exigente do ponto de vista logístico e físico, quanto arrebatador. E quando um desafio a este nível resulta em plena satisfação de todos os participantes (…) só podemos festejar o sucesso e agradecer a todos os patrocinadores e parceiros a oportunidade de criar estas vivências

Luís Celínio, Presidente do Clube Escape Livre

Quanto à etapa entre Boumalne Dades e Zagora, esta percorreu 420 km (80 dos quais em terra), com a caravana a ser recebida neste sétimo dia no Riad Lamane para um almoço e convívio e a ter oportunidade de conduzir nas areias do Sahara e a ter de enfrentar uma tempestade de areia. Para o fim do dia estava reservado o acampamento no deserto Erg Chegaga.

VÊ TAMBÉM: Radares da PSP. Vê a lista para maio de 2019
Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos

O nono dia foi de descanso

O oitavo dia da expedição foi o mais exigente, com a caravana a percorrer cerca de 450 km (100 dos quais em terra). O dia começou com a maioria dos participantes a escalar as dunas às 06h00 para ver o nascer do sol. No resto do dia atravessou-se o maior lago seco de Marrocos (Iriki), as pistas em direção a Foum Zguid terminando no Hotel Savoy, em Marrakech.

VÊ TAMBÉM: QUERO! Hummer H1, o terror dos… track days?!
Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos 2019

Chegado o nono dia, os membros das 22 equipas usufruíram de um dia dedicado ao descanso onde puderam visitar a cidade de Marrakech e fazer compras na Medina. Já o jantar (num restaurante típico com dançarinas) assinalou o encerramento do programa oficial do Off Road Bridgestone/First Stop Marrocos.

O regresso a Portugal fez-se no dia 5 de maio.

Sabes responder a esta?
Qual era a potência do Daihatsu Charade GTti?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Daihatsu Charade GTti, o mil mais temido

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos