Arranque a Frio

E é isto. Atacar o “inferno verde” com uma Honda Africa Twin

Se atacar o "inferno verde" em quatro rodas é um desafio, em duas rodas não deverá sê-lo menos… Para mais quando se trata de uma Honda Africa Twin.

Ao contrário dos automóveis, como vimos recentemente com o Renault Mégane R.S. Trophy-R, não é permitido às duas rodas tempos cronometrados na totalidade dos 20,8 km do Nürburgring — só é mesmo possível obter tempos entre os pontos conhecidos como Bridge e Gantry, que suprime a grande reta no final do circuito, reduzindo a distância para os 19,1 km.

É precisamente isso que podemos ver no vídeo de hoje em mais uma edição do Arranque a Frio, onde podemos ver uma — talvez nada apropriada — Honda Africa Twin a atacar o “inferno verde” como se não houvesse amanhã.

A Honda Africa Twin fez nome, no passado, a conquistar o Dakar, mas a sua prestação no rápido e sinuoso circuito alemão é notável, conseguindo um tempo respeitável de 8min38s (2018) — o autor da proeza, Billy Burke, tem página no Facebook.

A Africa Twin dos nossos dias recorre a um bi-cilíndrico de 1000 cm3 com 95 cv e tem uma caixa de dupla embraiagem de seis velocidades. Como podemos ver no velocímetro digital, atinge rapidamente velocidades de respeito, ultrapassando por várias vezes os 200 km/h.

VÊ TAMBÉM: Suzuki Hayabusa. A história completa da rainha da velocidade

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos