Venda

Unicórnio. Este (raríssimo) Bugatti EB 110 SS está à venda

Anunciado como o último Bugatti EB 110 SS alguma vez produzido, este raro superdesportivo é um unicórnio por mérito próprio e está à venda.

Atualmente conhecida por modelos como o Veyron, Chiron, Divo ou até La Voiture Noir, há toda uma geração de petrolheads que começou por conhecer a icónica Bugatti através de um modelo não menos especial que aqueles que enumerei: o EB 110, que viria a ser eternizado através da Bburago e da sua miniatura à escala 1:24 que muitos de nós tivemos.

O número total de EB 110 produzidos não é certo — com certeza, 84 unidades do EB 110 GT foram produzidas, o que faz dele raro, mas não tão raro como o EB 110 SS, de Super Sport, a sua variante mais radical, do qual estima-se que tenham sido produzidas apenas 30 unidades.

E o exemplar que te trazemos do EB 110 SS não podia ser mais especial, sendo considerado o último a ter saído (completo) da linha de montagem.

VÊ TAMBÉM: Quantos cavalos de potência tem o corpo humano?
Bugatti EB 110 SS

Nascido em 1995, este EB 110 SS com o chassis número 39040 teve ao todo apenas três donos. O primeiro foi a própria Bugatti. No entanto, quando a marca abriu falência em 1997, o EB 110 SS viria a ser adquirido por uma empresa luxemburguesa que acabou por o vender em 2003 ao seu atual dono sendo que, na última revisão, o odómetro marcava apenas 1130 km.

Esta unidade foi também já “estrela” de revista, tendo surgido na publicação inglesa Evo.

O Bugatti EB 110 SS

Equipado com o mesmo 3.5 l V12 tetra-turbo dos EB110 “normais”, o EB 110 SS via a potência subir dos já impressionantes 560 cv para os 612 cv, e o binário passar dos 611 Nm para os 650 Nm.

Tudo isto era conseguido graças a injetores maiores, um novo sistema de escape e ainda uma nova ECU. Revelado no Salão de Genebra apenas seis meses depois do EB 110, o EB 110 SS conseguia ser ainda mais leve que o EB 110 GT, apresentando uma redução de peso na casa dos 160 kg.

VÊ TAMBÉM: Lamborghini Aventador SVJ perde a capota. Mais radical que coupé?
Bugatti EB 110 SS
A versão SS do EB 110 contava com novas bacquets e um tunel de transmissão reduzido.

Já esteticamente, a versão SS oferecia uma asa traseira fixa, condutas de refrigeração dos travões, um pára-choques dianteiro mais agressivo com uma “lâmina” aerodinâmica, sendo que a bem da redução de peso o EB 110 SS recebeu ainda jantes BBS em magnésio, uma cobertura da parte inferior em fibra de carbono.

VÊ TAMBÉM: Foi há 30 anos que a Opel equipou todos os seus modelos com catalisador

O resultado do aumento da potência e da redução de peso foi uma velocidade máxima de 355 km/h e a capacidade de cumprir os 0 aos 100 km/h em apenas 3,26s. Já o interior recebeu baquets em pele Recaro e um túnel de transmissão simplificado. Colocado à venda pelo site Girardo & Co, o preço deste EB 110 SS não foi divulgado.

Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro Bugatti a ser produzido?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Bugatti. Grelha em forma de ferradura afinal é um… ovo

Mais artigos em Notícias