Apresentação

DBS Superleggera Volante. O mais rápido descapotável de sempre da Aston Martin

O novo Aston Martin DBS Superleggera Volante anuncia os mesmos 340 km/h de velocidade máxima do "fechado" DBS Superleggera.

Quando o Aston Martin DBS Superleggera foi lançado em 2018 representou um enorme salto para o predecessor, o Vanquish, no que toca a performance. Naturalmente, a variante descapotável, o DBS Superleggera Volante agora revelado, teria de dar um salto de igual magnitude.

Basta olhar para os números anunciados e constata-se que o novo Aston Martin DBS Superleggera Volante é o mais rápido descapotável de sempre da centenária marca britânica.

O Volante não difere do coupé no que toca ao grupo motriz. O V12 “da casa” com 5200 cm3 twin turbo debita os mesmos 725 cv às 6500 rpm e uns “gordos” 900 Nm disponíveis a partir das 1800 rpm às 5000 rpm.

VÊ TAMBÉM: Aston Martin eletrifica-se e revela o Rapide E

Com todo este poder a ser enviado às rodas traseiras através de uma caixa automática de oito velocidades, o DBS Superleggera Volante é capaz de efetuar os clássicos 0-100 km/h em apenas 3,6s (+0,2s que o coupé) e alcançar idênticos 340 km/h de velocidade máxima.

Nada mal, considerando as desvantagens aerodinâmicas associadas aos descapotáveis e o lastro extra (+170 kg) relativamente ao coupé, fruto dos reforços operados na estrutura.

Capota também é rápida

Claro que o ponto de interesse do Volante é o facto de se poder circular (muito depressa) sem capota. Esta teve de passar por um duro ciclo de testes, que levou a equipa de desenvolvimento a locais tão remotos como o muito seco e quente Vale da Morte (Death Valley, estado do Nevada, nos EUA) às temperaturas polares junto ao Círculo Polar Ártico.

Aston Martin DBS Superleggera Volante

O mecanismo de abertura/fecho também não teve descanso, com mais de 100 mil ciclos de uso sofridos durante o seu desenvolvimento — o equivalente a 10 anos de uso comprimidos num mês de testes.

O resultado final é uma capota com oito camadas, garantindo elevados níveis de isolamento, com a abertura e fecho a acontecerem em 14s e 16s, respetivamente, e com esta operação a poder ser efetuada remotamente. O arrumar da capota na traseira teve também a atenção da equipa de desenvolvimento, com esta a necessitar de apenas 26 cm em altura quando recolhida.

Por fim, a personalização não podia ficar de parte, com a capota do Aston Martin DBS Superleggera Volante a estar disponível em oito cores exteriores e seis revestimentos interiores.

Aerodinâmica revista

A cuidada aerodinâmica do DBS Superleggera coupé permitiu aumentar o downforce sem prejudicar o arrasto aerodinâmico — os 180 kg de downforce gerados são o valor mais elevado visto até agora num Aston Martin de estrada.

A ausência de um teto fixo no DBS Superleggera Volante obrigou a rever a aerodinâmica do modelo, com o foco a estar sobretudo no difusor traseiro, que foi revisto. Notavelmente, a Aston Martin anuncia 177 kg de downforce para o descapotável, meros 3 kg a menos que o coupé.

Quando chega?

O Aston Martin DBS Superleggera Volante já pode ser encomendado com a marca britânica a anunciar as primeiras entregas para o terceiro trimestre de 2019. Quanto a preços para Portugal não foram ainda divulgados, mas como referência, na Alemanha os preços começam nos 295 500 euros — mais 20 500 euros que o coupé quando foi lançado.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos