Salão de Genebra 2019

BMW Série 7 renovado surge em Genebra e o maior chamariz é… a grelha

A BMW renovou o Série 7 e levou-o até ao Salão de Genebra 2019 com o maior duplo rim que alguma vez surgiu no topo de gama alemão.

A BMW aproveitou o Salão de Genebra 2019 para dar a conhecer ao público o renovado BMW Série 7 e a verdade é que, apesar de apenas ter sido alvo de um restyling, este foi substancial, com o modelo alemão a não passar despercebido tal é a dimensão do famoso “duplo rim” da BMW.

Para além da (discutível) renovação estética, o Série 7 viu também os seus argumentos ao nível do refinamento serem reforçados. Assim, para melhorar acusticamente o interior, as janelas laterais passaram a ter 5,1 mm de espessura (de série ou opcional, dependendo da versão) e as cavas das rodas traseiras, o pilar B e até os cintos de segurança traseiros foram otimizados.

Já em termos dinâmicos, o Série 7 conta, de série, com suspensão a ar adaptativa, amortecedores eletronicamente equilibrados e suspensão auto-nivelante. Está ainda disponível como opção a Integral Active Steering (eixo traseiro direcionável) e o chassis Executive Drive Pro (barras estabilizadoras ativas), tudo para melhorar a dinâmica.

ESPECIAL: Todas as novidades do Salão de Genebra 2019 estão aqui
BMW Série 7 © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Motores a condizer

Debaixo do capot do Série 7 surgem várias opções de motorização, todas em conformidade com a norma Euro 6d-TEMP, a gasolina e a gasóleo. Comum a todas as motorizações e versões, mesmo as híbridas plug-in é a caixa automática de oito velocidades.

Nos Diesel, a oferta assenta no bloco de bloco de seis cilindros em linha com 3.0 l de capacidade, com diferentes patamares de potência e binário: 265 cv e 620 Nm, 320 cv e 680 Nm e 400 cv e 760 Nm.

CONTACTO: Lexus UX 200. Já conduzimos o PRIMEIRO SUV compacto da Lexus

Já a oferta a gasolina é composta pelo V12 biturbo de 6,6 l, 585 cv e 850 Nm e pelo V8 biturbo de 4.4 l, 530 cv e 750 Nm. Por fim, as versões híbridas plug-in recorrem ao motor de 3.0 l e seis cilindros em linha a gasolina com 286 cv e a um motor elétrico de 113 cv, totalizando 394 cv e 600 Nm e uma autonomia elétrica máxima entre 54 km e os 58 km.

Para já, a BMW ainda não avançou com datas para a comercialização do renovado Série 7 nem com preços.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do BMW X5 M50d?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

BMW X5 M50d. O «monstro» dos quatro turbos

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos