Apresentação

Mercedes-Benz GLC renova-se e recebe novos motores e mais tecnologia

O Mercedes-Benz GLC foi renovado e tem apresentação marcada para Genebra. Entre as novidades encontra-se a adoção do sistema MBUX e novos motores.

Lançado em 2015 para substituir o GLK, o Mercedes-Benz GLC recebe agora o “típico” facelift de meio de vida. Com ele chegam novos motores, mais tecnologia e pequenos retoques estéticos (na grelha, pára-choques, faróis traseiros), novas jantes de liga leve e faróis LED de série em todas as versões.

Está ainda disponível um novo pack AMG Line que oferece uma grelha única, um novo pára-choques, escapes cromados e jantes de 19” (ou 20” em opção). Já no interior, as principais alterações devem-se à adoção do sistema MBUX, que com ele trouxe um novo volante multifunções (com dois estilos diferentes) e um painel de instrumentos digital de 12,3”.

De série o GLC conta com um ecrã de infotainment de 7”, podendo ser equipado em opção com um ecrã tátil de 10,3”. Com esta renovação o controlo rotativo entre os bancos deu lugar a um touchpad, sendo que os controlos por voz e gestos são opcionais. Outra das novidades é o sistema keyless de série.

Mercedes-Benz GLC

Ajudas à condução também aumentaram

A renovação trouxe ainda ao Mercedes-Benz GLC novos sistemas de ajuda à condução. Assim, o SUV alemão passa a poder ser equipado com os sistemas Active Distance Assist Distronic e Active Steer Assist. O primeiro é capaz de monitorizar e ajustar a velocidade à chegada de curvas ou cruzamentos. O segundo, monitoriza a manutenção na faixa de rodagem entre outras funções.

À escolha do condutor estão ainda vários modos de condução selecionáveis através do comando Dynamic Select colocado na consola central. Dependendo da motorização e do tipo de suspensão que equipam o GLC estão disponíveis entre cinco e sete modos.

Mercedes-Benz GLC

Comum a todos os GLC são os modos “Comfort”, “ECO”, “Sport”, “Sport +” e “Individual”. Caso o GLC esteja equipado com o pack Off-Road Engineering Package juntam-se a estes modos o “Off-Road” e “Off-Road +”.

Opções Diesel e a gasolina mild-hybrid

Se as mudanças estéticas até são discretas, o mesmo não podemos dizer acerca das alterações ao nível mecânico, com o GLC a receber um novo motor a gasolina de quatro cilindros em linha com 2.0 l associado a um sistema mild-hybrid em dois níveis de potência e um novo motor Diesel também de quatro cilindros e 2.0 l que surge em três níveis de potência.

Mercedes-Benz GLC

O sistema mild-hybrid associado ao motor a gasolina, com um sistema elétrico paralelo de 48 V, integra um motor elétrico com 14 cv e 150 Nm de binário. Tanto este como o motor Diesel surgem associados à caixa automática de nove velocidades 9G-TRONIC e ao sistema de tração integral 4MATIC.

Motor Potência Binário Consumo* Emissões de CO2*
GLC 200 4MATIC 197 cv 280 Nm 7,1-7,4 l/100km 161-169 g/km
GLC 300 4MATIC 258 cv 370 Nm 7,1-7,4 l/100km 161-169 g/km
GLC 200 d 4MATIC 163 cv 360 Nm 5,2-5,5 l/100km 137-145 g/km
GLC 220 d 4MATIC 194 cv 400 Nm 5,2-5,5 l/100km 137-145 g/km
GLC 300 d 4MATIC 245 cv 500 Nm 5,8 l/100km 151-153 g/km

*valores WLTP convertidos para NEDC2

Com chegada prevista para meados deste ano, a Mercedes-Benz planeia ainda oferecer outras motorizações ao GLC mais perto do final de 2019 (ainda não revelou é quais). Para já ainda não são conhecidos nem os preços nem a data de chegada a Portugal do renovado SUV alemão.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi apresentado o Mercedes-Benz 190?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Mercedes-Benz 190 (W201), antecessor do Classe C, celebra 35 anos

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos