Salão de Paris 2018

Skoda Kodiaq RS chega a Paris com recorde no “inferno verde”

A Skoda mostrou em Paris a versão mais potente do seu maior SUV. O Kodiaq RS apresenta-se com o motor Diesel mais potente da história da marca checa.

Depois de se ter tornado no SUV de sete lugares mais rápido no Nürburgring (com um tempo de 9min29,84s), o Skoda Kodiaq RS foi mostrado ao público no salão de Paris.

Com o motor Diesel mais potente da história da Skoda, o novo Kodiaq RS é o primeiro SUV da marca checa a receber a sigla que é sinónimo de mais performance.

Como não podia deixar de ser, o motor que equipa o Kodiaq RS pertence ao banco de órgãos do grupo Volkswagen. O Skoda Kodiaq RS tem debaixo do capot o 2.0 biturbo que encontramos também no Passat e no Tiguan.

ESPECIAL: Todas as novidades do Salão de Paris 2018
Skoda Kodiaq RS

Para bater recordes não basta potência

Ao recorrer ao 2.0 biturbo o Kodiaq passou a dispor de 240 cv e um binário estimado de 500 Nm (não há ainda dados oficiais mas estima-se que esteja perto do valor apresentado pelos “primos” Passat e Tiguan com o mesmo motor) que lhe permitem cumprir os 0 aos 100 km/h em apenas 7s e alcançar os 220 km/h de velocidade máxima.

Para além de um novo motor, o “tratamento” RS dado ao Kodiaq trouxe também tração integral, controlo dinâmico do chassis (Dynamic Chassis Control (DCC)) e direção progressiva. Para além das alterações mecânicas o SUV checo recebeu uma série de novos equipamentos e retoques visuais para lhe dar um visual desportivo.

E se és daqueles que não gosta de ouvir o matraquear de um Diesel num desportivo a Skoda pensou em ti. O Kodiaq RS surge equipado de série com o sistema Dynamic Sound Boost que, de acordo com a marca, melhora o som do motor e acentua-o.

Vê na galeria os detalhes que marcam o novo Skoda Kodiaq RS:

 

 

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos