Desporto Motorizado

Já podes comprar o teu monolugar de Fórmula E

Tens cerca de 200 mil euros no bolso e não sabes o que lhes fazer? Então, por que não comprar um Fórmula E verdadeiro? É mais fácil do que pensas.

Cumpridas que estão as primeiras quatro temporadas da nova competição automóvel disputada ao volante de monolugares 100% elétricos, o Campeonato do Mundo FIA de Fórmula E entra agora numa nova fase da sua ainda curta existência, marcada por novos regulamentos… e carros.

Com a entrada nesta nova era, para trás fica uma outra realidade, construída com aqueles que foram os primeiros carros de corrida desenvolvidos especificamente para a competição. Todos eles tendo como base o mesmo chassis desenvolvido pela Spark Racing Technology, assim como as mesmas baterias, fornecidas pela Williams Advanced Engineering.

Mas, ainda assim, com discrepâncias naturais entre os diferentes carros de cada uma das equipas, fruto das evoluções realizadas ao longo das quatro épocas, de acordo com o que os regulamentos permitiam.

RELACIONADO: Adeus 919 Hybrid. Porsche de malas feitas para a Fórmula E
Fórmula E Audi 2017

 

Ainda em forma para umas corridinhas…

São, exatamente, estes monolugares que a organização da Fórmula E surge agora disponível para vender, a colecionadores, ou até mesmo a apaixonados pela competição. Até porque “estes carros continuam aptos para correr”, afirma, em declarações à agência noticiosa Bloomberg, Alejandro Agag, fundador da competição.

Estes carros proporcionaram-nos quatro temporadas de emoções fortes, intensas, além de uma competição sempre imprevisível. Sei que existe muito interesse neles, nomeadamente, de colecionadores, até porque continuam a poder ser utilizados para efeitos de corrida

Alejandre Agag, fundador do Campeonato do Mundo de Fórmula E
Fórmula E Jaguar 2017

40 monolugares à escolha

Possibilidades de escolha, à disposição dos potenciais interessados, também não faltam. Com dez equipas em competição, cada uma delas com dois pilotos inscritos, os quais, por sua vez, necessitavam, cada um, de dois carros por prova — recorde-se que, nas primeiras quatro edições do campeonato, os pilotos eram obrigados a mudar de carro a meio da corrida, já que as baterias não aguentavam uma corrida inteira —, são, pelo menos, 40, o número de monolugares que as equipas e organização poderão vir a vender.

RELACIONADO: Roborace é a competição do futuro com veículos 100% autónomos

À venda por metade do preço

Finalmente e quanto à questão do preço a pagar por um qualquer destes monolugares, a organização da Fórmula E avança que poderá andar entre os 175 mil e os 255 mil euros. Valor muito aceitável, se pensarmos que qualquer um destes exemplares custava, quando novo, qualquer coisa como 400 mil euros.

Fórmula E corrida 2017

 

Se sempre foste fã incondicional da modalidade, e tenhas os fundos para o suportar, eis a oportunidade por que esperavas: contata a organização da Fórmula E, com quem terás de tratar de tudo diretamente, para, no fim, poderes exibir um destes monolugares lá em casa!

Ou até, quem sabe, dar umas voltinhas…

RELACIONADO: É oficial: BMW junta-se à Fórmula E no próximo ano

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Qual é o peso do livro dedicado ao centenário da Bentley, intitulado “Bentley Centenary Opus“?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos