Leilão

O Ferrari que venceu duas vezes Le Mans e ninguém sabia

O Ferrari 275 P #0816 venceu as 24 Horas de Le Mans em 1964, mas também foi o vencedor da prova em 1963… algo que se descobriu só agora.

Prestes a ir a leilão durante a próxima Semana do Automóvel de Monterey, nos EUA, a verdade é que este Ferrari 275 P, um verdadeiro “achado”, corria o risco de passar despercebido num evento em que as atenções estavam viradas, até agora, para um outro Ferrari, bem mais venerado — um raro 250 GTO (apenas 39 unidades feitas, entre 1962 e 1964, para homologar a versão de corridas para o Grupo 3 do FIA Grand Touring), que poderá transformar-se no carro mais caro de sempre vendido em leilão.

Mas a história deste Ferrari 275 P acaba por ser ainda mais rica, uma vez que, de acordo com as últimas investigações vindas a lume, terá sido o único carro com o Cavallino Rampante no capot, a vencer, não uma, mas duas 24 Horas de Le Mans.

A arte de vencer, sem estar (oficialmente) presente

A história conta-se em poucas palavras: o 275 P, chassis n.º 0816, foi consagrado como o vencedor da classificação geral nas 24 Horas de Le Mans de 1964, mas dados recentes vieram revelar que este mesmo chassi, venceu, afinal, também no ano anterior.

RELACIONADO: Sotheby’s leiloa V8 do Ferrari 458 Italia. Sim, só o motor

De acordo com a história oficial, a Ferrari terá inscrito, para a corrida de 1963, apenas um carro, com o chassi n.º 0814. O qual, no entanto, acabou sendo vítima de um despiste, um mês antes, em Nürburgring, que impossibilitou a sua recuperação a tempo da corrida francesa.

Ao invés de comunicar a situação e apresentar nova inscrição para um novo carro, os responsáveis da marca do Cavallino optaram, pura e simplesmente, por ignorar as questões burocráticas e apresentar-se à partida com outro 275 P, com o chassi n.º 0816. O qual acabaria mesmo por obter a sua primeira vitória em Le Mans, que voltaria a repetir, então já em “nome próprio”, no ano seguinte.

Além deste duplo triunfo, caso único na Ferrari e raro entre todos os vencedores em Le Mans, que representaria igualmente a última vitória de Maranello, na corrida francesa, como construtor oficial (em 1965, a vitória acabaria por sorrir a um Ferrari 250 LM, mas privado, inscrito pela equipa NART), o Ferrari 275 P n.º 0816 venceu ainda, em 1964, as americanas 12 Horas de Sebring.

48 anos na mesma coleção

Após os triunfos, acabaria por ir parar à coleção do francês Pierre Bardinon — um dos grandes colecionadores privados de modelos Ferrari, entretanto já falecido, mas que, enquanto vivo, nunca quis desfazer-se do carro que manteve durante 48 anos.

Este 275 P é, sem sombra de dúvida, o Ferrari de corridas historicamente mais importante alguma vez levado a leilão. E nós (RM Sotheby’s) sentimo-nos extremamente honrados por poder propor este carro numa venda privada, em nome da família Bardinon

Augustin Sabatié-Garat, RM Sotheby’s

Levado a leilão pela RM Sotheby’s na forma de uma venda privada, tal poderá significar que nunca se saberá o preço por que este Ferrari 275 P encontrará novo dono.

Certeza, no entanto, de que certamente ficará mais caro que os 18 milhões de dólares (cerca de 17,5 milhões de euros) pagos por um 250 LM semelhante, há cerca de três anos, também durante a semana de Monterey. E que não tinha nem metade do passado histórico deste chassi n.º 0816…

Sabes responder a esta?
Quantas unidades do DB5 de James Bond vai a Aston Martin comercializar?

Mais artigos em Notícias