Apresentação

Novo McLaren 600 LT. Maior, mais leve, mais potente

Chama-se McLaren 600 LT, de Longtail, e é o novo topo de gama no seio dos McLaren Sports Series. Mas a produção será limitada e apenas durante 12 meses.

Apenas o quarto Longtail em mais de décadas — o primeiro de todos foi o McLaren F1 GTR Longtail —, neste caso, baseado no modelo 570S, o McLaren 600 LT, agora oficialmente apresentado, anuncia-se como uma versão mais leve e mais potente, e fazendo jus ao nome, mais comprida que a versão que lhe está na base.

600 cv de potência e menos 96 kg de peso

Equipado com o mesmo V8 3.8 l bi-turbo do 570S Coupé, debita agora 600 cv de potência e 620 Nm de binário, o McLaren 600 LT, é também 96 kg mais leve, pesando apenas 1260 kg (peso a seco) — valor que pode descer até aos 1247 kg caso se troque alguns componentes por outros mais leves. Facto que lhe permite anunciar, por exemplo, o impressionante rácio peso/potência de 481 cv por tonelada — culpa também de uma carroçaria ultraleve, maioritariamente em fibra de carbono, ainda que partilhando 23% das peças com o 570S.

Com um comprimento aumentado em 74 mm, muito por culpa de um novo difusor traseiro e asa traseira fixa, ambos de maiores dimensões, o novo superdesportivo exibe ainda um sistema de escape totalmente novo e único — mais curto e com as saídas a serem verticais, localizadas no compartimento do motor — que lhe garante não só uma sonoridade impressionante, como também um aspeto distintivo.

Novidade é também uma suspensão dianteira de duplo braço triangular em alumínio forjado, um sistema de travagem ultra-leve, pneus de pista Pirelli P Zero Trofeo R, uma direção mais rápida, transmissão e pedal do travão mais reativos, apoios do motor mais firmes e um maior nível de downforce.

Apontado aos circuitos

Claramente direcionado para uma utilização em pista, ainda que homologado para utilização em estrada, o McLaren 600 LT apresenta, um interior quase despido de superficialidades, ainda que ostentando bacquets em fibra de carbono, como no P1, além de toda uma série de revestimentos em Alcantara. Sendo que os clientes podem sempre personalizar o carro, por exemplo, com bacquets ainda mais leves, também em fibra de carbono, oriundas do McLaren Senna.

RELACIONADO: McLaren recusa modelo da moda. SUV? Nem pensar!

Recorrendo à divisão de projetos especiais da McLaren, McLaren Special Operations (MSO), os proprietários do 600 LT poderão ainda equipar o modelo com um teto em fibra de carbono, assim como instalar pára-lamas dianteiros em fibra.

McLaren 600 LT 2018

Limitado nos números, a produzir apenas num ano

Garantindo desde já que esta será uma proposta de produção “extremamente limitada”, ainda que sem referir o número concreto de unidades, a McLaren revelou ainda que o McLaren 600 LT irá ser produzido apenas ao longo de um ano, em intervalos intercalados com as das atuais versões Sport e Super Series, assim como com os momentos de produção do Senna, Senna GTR e BP23.

Com um preço base em Inglaterra de 185 500 libras (perto de 210 mil euros), já com impostos, inclui um Pure McLaren Road Owner Track Day com instrutor incluído.

Sabes responder a esta?
Qual a potência atual do SEAT Leon Cupra?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Culpa do WLTP. SEAT Leon Cupra vai perder músculo (mas pouco)

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos