Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Duelo

McLaren 570S enfrenta um… Jeep Grand Cherokee?

Sinais dos tempos… Quem diria que estaríamos aqui a reportar um duelo, ou melhor, a bela da drag race, entre um puro desportivo e um SUV — bem vindo ao séc. XXI. Que comecem os jogos!

No canto laranja, com 1440 kg de peso, temos o McLaren 570S, o modelo de acesso à marca britânica — ainda assim, as suas especificações impõem respeito. O coupé bilugar, com motor em posição central traseira está munido de um 3.8 V8 biturbo capaz de entregar 570 cv às 7400 rpm e 600 Nm entre as 5000 e as 6500 rpm.

A transmissão é efetuada às rodas traseiras através de uma caixa de dupla embraiagem com sete velocidades. Os resultados são dignos de qualquer superdesportivo: 3,2 s até aos 100 km/h e 328 km/h de velocidade máxima.

No canto vermelho, com quase 1000 kg a mais (2433 kg) está o mais improvável dos rivais. O Jeep Grand Cherokee Trackhawk  é um SUV tamanho familiar, mas é também uma arma de destruição massiva de pneus. O motor é o mesmo que equipa os irmãos Hellcat — Challenger e Charger —, ou seja, o todo-poderoso V8 Supercharged com 6.2 litros, 717 cavalos às 6000 rpm e ribombantes 868 Nm às 4000 rpm.

Pela primeira vez num veículo equipado com este motor, a transmissão é efetuada às quatro rodas, através de uma caixa automática de oito velocidades. Os números são intimidantes, e os das prestações não o são menos: 3,7 s até atingir os 100 km/h e capaz de alcançar os 290 km/h de velocidade máxima… relembramos, num SUV de quase 2,5 toneladas.

Apesar de serem os mais improváveis dos rivais, uma drag race justifica-se pela semelhança nos valores de aceleração… e pelo gozo de ver um SUV de quase 2,5 toneladas a acompanhar um desportivo de tão nobre linhagem.

Se a tração às quatro poderá dar uma vantagem inicial ao Grand Cherokee Trackhawk, o 570S é consideravelmente mais leve. A prova dividiu-se em duas partes, com o McLaren 570S a efetuar o desafio com e sem o Launch Control — e os resultados são surpreendentes.

São os tempos que vivemos… SUV a darem luta em provas de aceleração e berlinas 100% elétricas a humilharem tudo entre os 0 e os 400 m. Vejam o filme, cortesia do canal Youtube da Hennessey Performance.

Sabe responder a esta?
Qual o nome do piloto que também é o nome de um McLaren?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

McLaren Senna “batiza” com piões o novo centro tecnológico da marca

Mais artigos em Notícias