Protótipo

O Nissan GT-R50 celebra os 50 anos de vida do GT-R e da Italdesign

Nissan e Italdesign uniram esforços pela primeira vez, originando o Nissan GT-R50, protótipo que celebra os 50 anos tanto do GT-R, como da Italdesign.

A Italdesign, criada em 1968, por Giorgetto Giugiaro e Aldo Mantovani — hoje em dia detida totalmente pela Audi —, comemora este ano o seu 50º aniversário. Efeméride que coincide com o nascimento do primeiro Nissan GT-R — baseado no Prince Skyline, ficaria conhecido como “Hakosuka” ou pelo seu nome de código, KPGC10.

Que melhor forma de celebrar esta convergência do que unirem esforços — uma estreia entre as duas empresas — na criação de um GT-R com o cunho único da Italdesign?

O resultado é o que podem ver nas imagens — o Nissan GT-R50. Não é apenas mais um concept, este protótipo é totalmente funcional, tendo como base o GT-R Nismo, que foi alvo de mudanças não só visuais, mas também mecânicas.

Nissan GT-R50 Italdesign

Mais performance

Como que a demonstrar que o Nissan GT-R50 não é só para “show”, grande destaque é dado, não só à sua nova carroçaria, como ao trabalho efetuado no VR38DETT, o V6 twin turbo de 3.8 l que equipa esta geração do GT-R.

Ninguém pode acusar este motor de sofrer de falta de performance, mas no GT-R50, os valores debitados subiram até aos 720 cv e 780 Nm — mais 120 cv e 130 Nm do que o Nismo regular.

Para atingir estes números, a Nissan foi buscar ao GT-R GT3 os seus turbos de maiores dimensões, assim como os seus intercoolers; uma nova cambota, pistões e bielas, novos injetores de combustível e árvores de cames revista; e otimizou os sistemas de ignição, admissão e escape. A transmissão foi também reforçada, assim como os diferenciais e semi-eixos.

O chassis não permaneceu incólume, ao integrar amortecedores adaptativos Bilstein DampTronic; sistema de travagem Brembo composto por pinças de seis pistões à frente e quatro pistões atrás; e sem esquecer as jantes — agora de 21″ — e os pneus, Michelin Pilot Super Sport, com as medidas 255/35 R21 à frente e 285/30 R21 atrás.

VÊ TAMBÉM: Italdesign Zerouno Roadster. Serão apenas cinco e (provavelmente) já não há nenhum

E o design?

As diferenças entre o GT-R50 e o GT-R são claras, mas as proporções e traços gerais são, sem dúvida nenhuma, de um Nissan GT-R, destacando-se a combinação cromática entre o cinzento (Liquid Kinetic Gray) e o dourado (Energetic Sigma Gold), que reveste alguns elementos e secções da carroçaria.

Nissan GT-R50 Italdesign

A dianteira é marcada uma uma nova grelha que abrange a quase totalidade da largura do veículo, contrastando com as novas óticas em LED, mais estreitas, que se prolongam pelo guarda-lamas.

Na lateral, a característica linha do tejadilho do GT-R é agora 54 mm mais baixa, com o teto a ter uma secção central rebaixada. Também a “samurai blade” — as saídas de ar atrás das rodas dianteiras — são mais proeminentes, estendendo-se da parte inferior das portas ao ombro. A linha de cintura ascendente afunila em direção à base do óculo traseiro, evidenciando o enorme “músculo” que define o guarda-lamas traseiro.

Nissan GT-R50 Italdesign

A traseira é, talvez, o aspeto mais dramático desta interpretação do que deve ser um GT-R. As características óticas circulares mantém-se, mas aparentam estar praticamente separadas do volume traseiro, com este também a parecer não fazer parte da carroçaria, dado o tratamento diferenciado que apresenta — tanto a nível de modelação, como cor.

Nissan GT-R50 Italdesign

De modo a conseguir dar coesão ao conjunto, a asa traseira — a cinzento, como grande parte da carroçaria —, acaba por “finalizar” a carroçaria, como se tratasse de um prolongamento, ou até de uma “ponte” entre as laterais desta. A asa traseira não é fixa, elevando-se quando necessário.

Nissan GT-R50 Italdesign

Também o interior é novo, com um aspeto mais sofisticado, recorrendo em abundância à fibra de carbono — com dois acabamentos distintos —, à Alcantara e a pele italiana. Tal como o exterior, a cor dourada é visível acentuando detalhes. O volante é também único, com o seu centro e aros realizados em fibra de carbono, e revestido a Alcantara.

RELACIONADO: Nissan Skyline. 60 anos de evolução em 2 minutos

De acordo com Alfonso Albaisa, o vice-presidente sénior para o design global da Nissan, o Nissan GT-R50 não antecipa o futuro GT-R, mas celebra de forma criativa e provocadora este duplo aniversário.

Sabes responder a esta?
Quantos centímetros a mais o McLaren 600 LT tem relativamente ao 570S?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Novo McLaren 600 LT. Maior, mais leve, mais potente

Mais artigos em Notícias