Preparação

Arrepiado Team desenvolve super Smart Made in Portugal

Não há nome mais apropriado a uma preparação extrema como esta. O Smart Diablo é, sem dúvida nenhuma, um "diabo" sobre quatro rodas.

Arrepiado Team é o nome de uma equipa, sediada em Algarão, perto da Benedita, ligada ao mundo do “Stunt Riding”, que é como quem diz, acrobacias com automóveis e motos. A sua projeção já se faz fora de portas, participando em eventos, concentrações e feiras, por toda a Europa, impressionando com todo o tipo de manobras com as suas motas Suzuki GSXR 600, LTR 450 e RMZ 450.

Mas não se ficam pelas duas rodas. Na sua garagem habita também uma outra criatura infernal, o apropriadamente denominado Smart Diablo — um híbrido que casa um Smart fortwo com o motor da Suzuki Hayabusa, a primeira mota de produção a atingir mais de 300 km/h.

Mas mesmo todo o poder do quatro cilindros em linha de 1.3 l não era suficiente e está “irreconhecível”, tendo sido sobrealimentado, debitando agora 365 cv a umas surpreendentes 11 800 rpm 340 Nm (!), de acordo com o post original na página dedicada do Facebook. Reparem só na violência, durante um teste de afinação:

Curiosamente, o motor seriamente alterado da Hayabusa não se encontra na traseira, como acontece com os restantes Smart. Podemos ver no vídeo, em primeiro plano, o motor colocado longitudinalmente na frente do citadino — com uma dupla e incendiária saída de escape mesmo ali ao lado da janela —, mas ainda a transmitir toda a sua fúria às rodas traseiras.

smart Diablo
RELACIONADO: O rei das “drag races” é um Smart Fortwo
smart Diablo

Só podemos imaginar a fúria que deve ser este Smart Diablo a apontar para o horizonte. E ao que parece, também tu podes saber, já que, olhando para a página de Facebook do Smart Diablo, esta máquina encontra-se agora à venda.

VÊ TAMBÉM: Um cliente quis um Cygnet V8. A Aston Martin disse “Sim, podemos fazer”

Sabes responder a esta?
O Aston Martin Cygnet deriva de que modelo?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Um cliente quis um Cygnet V8. A Aston Martin disse “Sim, podemos fazer”

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos